.:: Êxtase da Deusa ::.

Memorial

* Navegue no interior do site pelas "palavras de toque" ou através do "Arquivo do blog".



 " Ela conta: “Precisei provar da vida de branco para entender a importância de minha cultura”.


"A índia acreana Raimunda Putani Yawanawá, 27 anos, é a primeira Pajé brasileira. Para isso, primeiro precisou vencer a resistência dos sábios da tribo, que não admitiam mulheres na função de Pajé.

Depois enfrentou dura prova de resistência -- ficar um ano isolada na mata, em contato com a natureza, comendo só alimentos crus, sem tomar água, mas apenas uma bebida especial feita de milho. Fez isso na companhia da irmã, Katia Yawanawá, 26 anos, tendo como guias e mestres os velhos Pajés Yawarami e Tata.

“A gente tinha uma insatisfação que não passava. Fomos conversando sobre a força dos nossos usos e costumes. Deu muita vontade de aprender mais, para poder também ensinar um dia. A vida tem que ter um sentido, uma seqüência”, explica Raimunda, que só pode falar o português para se comunicar com os de fora da tribo.

Um ano depois, as irmãs estavam prontas. Venceram o desafio, fizeram o juramento ao Rare, a planta sagrada dos yawanawá. “Isso é muita responsabilidade”, diz Raimunda.

Agora são Pajés, guias e conselheiras espirituais da tribo, guardiãs dos usos, costumes e da sabedoria de seu povo.

“Hoje eu sei quem eu sou. Estou em paz. Minha língua, minha cultura são muito ricas e bonitas. Elas são nossa identidade. Sei da beleza e da força da natureza. Sinto a força do pensamento. Quando ele é firme, não existe nada impossível, nem nada superior ou inferior. Somos iguais nesta passagem pela vida. Cada um com sua função e o poder de seu querer, que deve ser usado sempre para o bem de todos”, ensina a Pajé Raimunda, que já foi casada e é mãe de dois filhos.

“Daqui do meu mato eu trabalho muito pela Xawá (luz) para o mundo todo. A gente precisa limpar o coração e redescobrir o amor, a humildade, a coragem de defender a igualdade entre todos e a vida – com tudo de bom e bonito que ela tem”.

A Pajé Raimunda foi uma das cinco personalidades homenageadas este ano pelo Senado por ocasião do Dia Internacional da Mulher.

Para ler mais sobre o tema: altino.blogspot.com/2006/04/primeira-paj-brasileira.html
fonte: http://www.atmanamara.com.br/novidades/view.php?cod=87
Publicado por: Primeira Page Brasileira
Em: 27/02/2010 18:06

Categories:

One Response so far.

  1. Putanny esteve em curitiba esse mÊs e nos brindou com uma série de cerimônias, compartilhando seu canto, seu conhecimento e seu empoderamento. é muito bom estar ao lado de mulheres fortes como Putanny, que enfrentam as adversidades de uma cultura patriarcal de cabeça erguida e peito aberto!

Leave a Reply

Deixe seu Recado ou Sugetões:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...