.:: Êxtase da Deusa ::.

Memorial

* Navegue no interior do site pelas "palavras de toque" ou através do "Arquivo do blog".


LUA NOVA, cerimonia de 30 JULHO, sábado as 18hs



Espaço Mahayogini - Botafogo
R.Voluntários da Patria, 371, sala:202
Informações: Guardiã Marcela - (21)85301340 - shaktilalla@hotmail.com
Coontribuição: R$10,00 - Leve alimentos e bebidinhas para ser compartilhado
Aberto para mulheres de todas as idades

Venha celebrar e honrar a sagrada energia feminina!!!
Mulheres re-unidas em círculo na segunda Lua Nova de JULHO
dia 30, Sábado, às 18hs!!!

Conectados pelo estilo de vida circula para REDE-Revolução em prol da Re-emêrgencia da Cultura da Mulher!


Encontros simultâneos e sincrônicos!

Em
BRASIL
Rio Grande do Sul - Porto Alegre, São Leopoldo, Viamão, Imbé, Pelotas, Capão da Canoa.
São Paulo - PERDIZES, Bauru, Ilha Bela, Boiçucanga, Vila Zelina, Barão Geraldo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro, Maricá. Goiania - Goiania Bahia - Salvador Espírito Santo - Vitória Paraná - Curitiba.
Santa Catarina - Florianopólis Pernambuco - Recife Aracajú - Sergipe Ceará - Fortaleza

MUNDO
Perú - Urubamba/Cusco
Portugal - Cintra e Porto
Chile - Santiago
Argentina - Rosário
Read More …



http://www.avozdasavos.org​/evento-ccs.html

Movendo energia para o encontro das 13 avós Internacionais no Brasil


Ação para promover e arrecadar fundos monetários para o encontro
“Voz das Avós das Quatro Direções do Planeta” em Brasília


Como parte do “A Voz das Avós: O ontem, o hoje e o amanha no fluir das águas” que reunirá o “Conselho Internacional das 13 Avós Nativas” em Brasília nos dias 21 a 24 de Outubro, na Unipaz/Brasília o Coletivo de Mulheres CCS (Clã Ciclos Sagrados) fará exibições sincrônicas e simultâneas no Brasil e em países da América Latina do filme "Transformando oração em ação"

A intenção da ação é arrecadar fundos monetários para financiar a vinda e hospedagem das Avós.


::QUANDO:: 08 de agosto, às 20hs::

COMO: Mulheres (guardiãs) do “Círculo Sagrado de Visões Femininas” movimento de mulheres do ColetivoCCS, autorizadas a exibir o filme, farão sessões simultâneas e sincrônicas do filme, seguido sempre de roda de cantos, danças etc para ajudar a movimentar a energia financeira para o “Voz das Avós das Quatro Direções do Planeta”


::CONTRIBUIÇÃO:: Valor mínimo R$ 50,00
Os valores para as exibições do filme são simbólicas. Está atrelado ao valor a doação e a contribuição para o encontro de mensageiras da Paz que viajam o mundo usando suas imagens para criar junto a governantes locais ações em prol da Paz e para criação de politicas publicas de sustentabilidade para o meio ambiente, os povos indígenas, as mulheres e por uma economia justa.


ONDE: ::ONDE:: Faremos exibições nas cidades de:
São Paulo: Será a cidade centro desta ação। Além da exibição do filme, contaremos com a presença de Maria Alice (membro do Conselho Internacional das 13 Avós Nativas) que falará das ações do Conselho. Após a exibição do filme teremos roda de cantos.

Endereço Rio:

Espaço Mahayogini
informações: shaktilalla@hotmail.com

Demais Lugares
Rio de Janeiro, Pelotas/RS, Curitiba/PR, Maricá/RJ, Aracajú/SE, Porto Alegre/RS, Goiania/GO, Rosário/Argentina, Santiago/Chile.
Divulgaremos os endereços em breve. Acesse o site para saber os endereços dos locais de exibição. (http://circulosagradodevis​oesfemininas.blogspot.com/)

**************************​**************************​******
Sobre o “A Voz das Avós: O ontem, o hoje e o amanha no fluir das águas” do “Conselho Internacional das 13 Avós Nativas”.
A proposta: Pretende-se que as diversas expressões culturais do nosso país possam participar do evento A Voz das Avós, em diálogo direto com as tradições ancestrais do mundo que estão representadas no Conselho Internacional das 13 Avós Nativas. Dessa forma, a ideia é constituir também um grupo de 13 Avós Nativas brasileiras. Para formar este grupo, o projeto irá realizar oficinas regionais, buscando reunir anciãs reconhecidamente vinculadas às práticas tradicionais e promover uma reflexão sobre seu papel na sociedade e como seus saberes tradicionais podem contribuir para as soluções emergenciais globais e locais. A proposta é que estas reuniões aconteçam com grupos já mobilizados em torno da expressão do feminino tradicional, como grupos e associações de parteiras, rezadeiras, erveiras, educadoras, extrativistas, indígenas, afrodescendentes, ribeirinhas, entre outras expressões dos povos e populações tradicionais do Brasil.

Sobre o Evento: Será realizado na Universidade da Paz - Unipaz, em Brasília, um ponto de convergência geográfica e política do nosso país, de 21 a 24 de outubro de 2011. A proposta é que o evento reúna um público estimado em 500 pessoas, durante quatro dias. Pretende-se que o evento tenha entrada franca no sentido de garantir a presença de todas as camadas sociais, e especialmente dos jovens. O evento terá a água e o tempo como um tema transversal - considerando seu valor nas culturas tradicionais e o desafio atual da humanidade em relação à sua conservação. Além de promover um rico diálogo entre as diversas tradições, a proposta é que este propicie reflexões que possam servir como fontes de inspiração para ações e politicas direcionadas à conservação do meio ambiente e especificamente da Água, e o fortalecimento e a transmissão dos saberes tradicionais

::Palavras de Maria Alice para a ação::
Queridas irmãs, mulheres de ação,

É com alegria que venho apresentar a vocês estas informações sobre o X Encontro do Conselho Internacional das Treze avós Nativas que este ano vai acontecer nas terras do Sul, no domínio do Condor e estamos esperando que fortaleça o cumprimento da profecia da sagrada aliança da Águia e do Condor, que significará a garantia da Nova Era. Isto já está se desenhando como um chamado forte aqui na América do Sul, pois temos recebido anúncio de vários países, irmãs querendo chegar no Encontro.

No dia 8 de agosto, estaremos realizando em São Paulo uma exposição de um filme sobre este movimento e estaremos também arrecadando fundos para ajudar nesta grande realização. A Sabrina Alves, do Clã dos Círculos Sagrados, São Paulo, Brasil, é quem está responsável por esta produção com os vários círculos de mulheres que estão articulados com ela. Tem o meu total apoio e interesse. Agradeço de coração às que puderem entrar na corrente.

Luz e Paz!
Maria Alice
www.avozdasavos.org

PARA DOAÇÕES IMEDIATAS:
Conta para depósito: Banco do Brasil (001)
Ag: 2863-0
Conta: 411.472-8
Instituto Empreender
CNPJ: 03.666.886/0001-03




Conselho Internacional das 13 Avós Nativas
www.avozdasavos.org



Organização da ação
Coletivo CCS (Clã Ciclos Sagrados)
www.cladosciclossagrados.c​om
e
Círculo Sagrado de Visões Femininas
http://circulosagradodevis​oesfemininas.blogspot.com/
Read More …



 " Ela conta: “Precisei provar da vida de branco para entender a importância de minha cultura”.


"A índia acreana Raimunda Putani Yawanawá, 27 anos, é a primeira Pajé brasileira. Para isso, primeiro precisou vencer a resistência dos sábios da tribo, que não admitiam mulheres na função de Pajé.

Depois enfrentou dura prova de resistência -- ficar um ano isolada na mata, em contato com a natureza, comendo só alimentos crus, sem tomar água, mas apenas uma bebida especial feita de milho. Fez isso na companhia da irmã, Katia Yawanawá, 26 anos, tendo como guias e mestres os velhos Pajés Yawarami e Tata.

“A gente tinha uma insatisfação que não passava. Fomos conversando sobre a força dos nossos usos e costumes. Deu muita vontade de aprender mais, para poder também ensinar um dia. A vida tem que ter um sentido, uma seqüência”, explica Raimunda, que só pode falar o português para se comunicar com os de fora da tribo.

Um ano depois, as irmãs estavam prontas. Venceram o desafio, fizeram o juramento ao Rare, a planta sagrada dos yawanawá. “Isso é muita responsabilidade”, diz Raimunda.

Agora são Pajés, guias e conselheiras espirituais da tribo, guardiãs dos usos, costumes e da sabedoria de seu povo.

“Hoje eu sei quem eu sou. Estou em paz. Minha língua, minha cultura são muito ricas e bonitas. Elas são nossa identidade. Sei da beleza e da força da natureza. Sinto a força do pensamento. Quando ele é firme, não existe nada impossível, nem nada superior ou inferior. Somos iguais nesta passagem pela vida. Cada um com sua função e o poder de seu querer, que deve ser usado sempre para o bem de todos”, ensina a Pajé Raimunda, que já foi casada e é mãe de dois filhos.

“Daqui do meu mato eu trabalho muito pela Xawá (luz) para o mundo todo. A gente precisa limpar o coração e redescobrir o amor, a humildade, a coragem de defender a igualdade entre todos e a vida – com tudo de bom e bonito que ela tem”.

A Pajé Raimunda foi uma das cinco personalidades homenageadas este ano pelo Senado por ocasião do Dia Internacional da Mulher.

Para ler mais sobre o tema: altino.blogspot.com/2006/04/primeira-paj-brasileira.html
fonte: http://www.atmanamara.com.br/novidades/view.php?cod=87
Publicado por: Primeira Page Brasileira
Em: 27/02/2010 18:06
Read More …

Read More …

Inpe revela desmate de 268 km² na Amazônia em Maio.

"O desmatamento da Amazônia subiu 144,4% em maio deste ano, comparado ao mesmo mês do ano passado. O dado é do sistema de alerta do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) chamado Deter, que é rápido e menos preciso. Os satélites mostram que foram desmatados 267,9 quilômetros quadrados em maio de 2011. Em Maio de 2010, foram 109,6 km².

O Estado que mais desmatou foi Mato Grosso, com 93,7 km² de floresta cortados. Na sequência, aparecem Rondônia (67,9 km²) e Pará (65,5 km²). Em maio do ano passado, Mato Grosso havia desmatado 51,9 km² - ou seja, na comparação, houve um aumento de 80% na destruição de florestas no Estado.

O governo criou um gabinete de crise e intensificou a fiscalização, quando houve explosão do desmatamento no Mato Grosso. Em março e abril deste ano, 480,3 km² foram desmatados só naquele Estado - havia quintuplicado em relação ao mesmo período do ano passado. Avalia-se que, se não houvesse a intervenção do governo, a situação em maio poderia ter sido pior.

De acordo com Dalton Valeriano, do Inpe, foram observados desmatamentos na região de influência das hidrelétricas Jirau e Santo Antônio, do Rio Madeira, em Rondônia. Para Roberto Smeraldi, da Amigos da Terra - Amazônia Brasileira, o caso mais grave agora é o de Rondônia. "Aponta para uma situação de descontrole.
"

Ele ressalta que no licenciamento das usinas só se leva em consideração o desmatamento ocasionado na área a ser alagada. Não se avalia o desmate que pode ocorrer com a chegada de novas pessoas à região e a especulação em torno das terras.
"

As informações são do jornal O Estado de São Paulo. Publicada na página Paraná On-Line -
http://www.parana-online.com.br/editoria/pais/news/541309/?noticia=INPE+REVELA+DESMATE+DE+268+KM2+NA+AMAZONIA+EM+MAIO
Read More …

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...