.:: Êxtase da Deusa ::.

Memorial

* Navegue no interior do site pelas "palavras de toque" ou através do "Arquivo do blog".





LUA NOVA, cerimonia de 01 JULHO, sexta as 20hs

Espaço Mahayogini - Botafogo
R.Voluntários da Patria, 371, sala:202
Informações: Guardiã Marcela - (21)85301340 - shaktilalla@hotmail.com

Coontribuição: R$10,00 - Leve alimentos e bebidinhas para ser compartilhado
Aberto para mulheres de todas as idades

 
Venha celebrar e honrar a sagrada energia feminina!!!
Mulheres re-unidas em círculo na primeira noite de Lua Nova de JULHO
dia 01, SEXTA-Feira, às 20hs!!!

Conectados pelo estilo de vida circula para REDE-Revolução em prol da Re-emêrgencia da Cultura da Mulher!



Editorial do mês de julho (por Sabrina Alves):

"Para o editorial desse mês, resolvi fazer uma restrospectiva. Olhar pra traz e ver que pudemos assistir a várias manifestações pelo Brasil e o mundo.Sinal de que estamos em tempo não só de necessidades de mudanças, mas que estamos dispostos para isso.No Brasil, tivemos em várias cidades a #MarchadasVadias ou #SlutWalk (São Paulo, Brasília, Recife, etc), o movimento começou (...)".

 Leia mais em:


http://circulosagradodevisoesfemininas.blogspot.com/


Encontros simultâneos e sincrônicos! 

Em
BRASIL
           Rio Grande do Sul - Porto Alegre, São Leopoldo, Viamão, Imbé, Pelotas, Capão da Canoa.  
   São Paulo - PERDIZES, Bauru, Ilha Bela, Boiçucanga, Vila Zelina, Barão Geraldo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro, Maricá.      Goiania - Goiania        Bahia - Salvador       Espírito Santo - Vitória   Paraná - Curitiba.      
Santa Catarina - Florianopólis        Pernambuco - Recife        Aracajú - Sergipe               Ceará -  Fortaleza

MUNDO
Perú -  Urubamba/Cusco
Portugal - Cintra e Porto
Chile - Santiago
Argentina - Rosário
Read More …

"(...)As civilizações africanas desde os primórdios realizaram festas para desacralizarem os frutos da terra, ou melhor, para colocarem o presente dos ancestrais num nível que pudesse ser tocado pelos seres humanos, a partir da concepção de que tudo que sai da terra pertence a esta e é tão sagrada quanto a mesma. Nas religiões de matriz africana, as frutas especialmente estão ligadas às Iyabás, pois como estas, são verdadeiros ventres que guardam as sementes. Nos terreiros de candomblé de tradição jeje nagô estes princípios ancestrais ligados à terra, aos rios, às cachoeiras, às matas, ao mar, aos ventos, são representadas como mulheres guerreiras, caçadoras, comerciantes, médicas e artistas. Afirma-se também que elas estão por toda a parte, no céu como a lua e as estrelas, no mar encantada em qualquer peixe, sobre a terra em todos os seres vivos e no ar, movimentando-se como o beija flor, a borboleta, as abelhas ou qualquer pássaro, um de seus símbolos por excelência. De acordo com algumas histórias preservadas nas comunidades terreiros, estão sempre se transformando em pássaros. O poder de transformar-se ou encantar-se é outra característica das Yiabás. Iyemanjá mesmo, a mãe dos orixás encanta-se como qualquer peixe. Ela teria se transformado num rio a fim de vencer uma montanha que se colocou como obstáculo no seu caminho. Oyá também se encanta ora num leopardo, ora num búfalo. E como não lembrar de Oxun, a Iyabá que “vestiu de planta”? E Ewá, a caçadora que tem o poder de ficar invisível. Assim, as Iyabás estão presentes em toda a nossa vida. Elas presidem todos os ritos de passagem, assim elas acompanham desde o nascimento à morte. Até mesmo aquelas sobre as quais pouco se fala como a velha Opaoká, cultuada nas centenárias jaqueiras, Agê Xalunga, a que preside o comércio, Obá , guardiã de todas a mulheres e Nanan, a mãe criadora e principio da transformação. Não obstante estes elementos que apresentamos, o símbolo por excelência das Iyabás mesmo é a terra. Ela é a grande mãe, a que nos sustenta, razão pela qual é saudada como Iyá mim, literalmente minha mãe. De acordo com a tradição ioruba, no principio do mundo, a terra, representada pela mulher foi o único antepassado que acompanhou os dois princípios ancestrais: Oxalá e Ogun. Isso nos leva a crer que para estes grupos as mulheres sempre desempenharam vital importância e sobre elas caíram a responsabilidade de como a terra sustentar o mundo. Como no mito que conta que Nanan ampara o mundo. É ela quem cuida, junta, ao mesmo tempo que separa para que o dia não se encontre com a noite, os planetas não se choquem e assim por diante. Acredita-se que a força da terra esteja presente em todos nós, mas de forma especial nas mulheres, talvez isso explique porque desde cedo as primeiras civilizações para estas compuseram cânticos, ou mesmo as chamaram de música, ou assim que puderam, as transformaram em objeto de adoração, ergueram para elas cultos, ou ainda estabeleceram relações entre estas mulheres e as frutas que como a terra guardam elementos geradores de vida."

Fragmento de artigo escrito por :VILSON CAETANO DE SOUSA JUNIOR
Fonte: http://vilsoncaetanodesousajunior.blogspot.com/2010/12/o-candomble-e-festa-das-frutas.html
Antropólogo, Doutor em Ciênciais Sociais pela PUC-SP e Pós Doutor em Antropologia pela UNESP. Membro do Centro Atabaque de Cultura Negra e Teologia, Grupo de reflexão inter-disciplinar sobre Teologia e cultura fundado no início dos anos 90 em São Paulo.Professor da Escola de Nutrição da UFBA, autor de vários livros na área de Antropologia das Populações Afro-Brasileiras.
Read More …

Ilustração de Em@
"Um silencioso menino senta ao meu lado.
Ele é tão leve que me faz procurar asas
no seu pequeno corpo.

Deve voar, penso eu.

Liberta-me o que ele me diz:
Sou o seu ultimo amor. Sua nova ordem.

Amparo-me na lua que se mostra vermelha
- destinada ao extravio.

Agora sou mulher-folha, mulher-livro, mulher-esquife.
Tornei-me fiel ao canto do deserto."

Marize Castro
Read More …

Mulheres continuam sendo maioria nos consultórios e respondem por 88% das cirurgias realizadas no País
 
"O mercado de cirurgia plástica no Brasil - considerado o segundo maior do mundo - continua em ascensão. O País só fica atrás dos Estados Unidos quando o assunto é quantidade de intervenções estéticas, é o que garante a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. E por aqui, as mulheres continuam sendo maioria nos consultórios e respondem por 88% das cirurgias realizadas. A grande vedete continua sendo a implantação de próteses mamárias, que encabeça a lista das mais procuradas seguida bem de perto pelas lipoaspirações e as plásticas de abdômen.
Um estudo do Instituto de Pesquisa Datafolha encomendado pela SBCP mostrou que 73% das cirurgias realizadas no País são estéticas e apenas 27% reparadoras ou reconstrutoras. A mesma pesquisa revela que 82% dos procedimentos são pagos pelo próprio paciente, enquanto 17% conseguiram realizar a cirurgia por meio de algum tipo de convênio médico.
No Nordeste, o número de cirurgias plásticas feitas por meio de convênio médico sobe para 25% do total chegando a um percentual bem acima da média nacional.  Na região, a tendência nacional de crescimento deste segmento da medicina tem atraído profissionais que buscam especialização e reconhecimento no mercado da beleza.
O próprio Datafolha mostra que a região está em terceiro lugar no ranking nacional de presença de especialistas com 13% dos profissionais do País, mas fica ainda aquém dos números da região Sudeste - de longe o maior centro da cirurgia plástica - com 60% dos profissionais em atuação."

Fonte: Tendências e Mercado
Read More …

O Útero
Fonte:
Corpo de Mulher, Sabedoria de Mulher de Christiane Northrup


"Embora haja diferenças distintas entre a energia dos ovários e a do útero, muitas mulheres têm problemas com ambas, simultaneamente. Por exemplo, muitas mulheres cujos ovários são afectados por endometriose também apresentam fibromiomas no útero. Portanto, é de toda a utilidade discutir, na sua generalidade, a natureza global dos padrões de energia emocionais e psicológicos, tendentes a gerar saúde e doenças nos órgãos pélvicos.

Os órgãos pélvicos internos (ovários, trompas e útero) estão relacionados com aspectos do segundo chakra. A sua energia depende de um instinto feminino capaz, competente ou potente para gerar abundância e estabilidade emocional e financeira, e para expressar a criatividade na sua plenitude. A mulher deve ser capaz de se sentir bem consigo mesma e com as suas relações com os outros no decorrer da sua vida. Por outro lado, as relações que ela acha cansativas e limitadoras podem afectar adversamente os seus órgãos pélvicos internos. Assim, se uma mulher permanece numa relação não saudável porque pensa não poder bastar-se a si mesma, económica e emocionalmente, os seus órgãos internos podem correr um sério risco de contraírem doença.

A doença só surge quando uma mulher se sente frustrada nas suas tentativas de efectuar mudanças que ela precisa fazer na sua vida. A probabilidade e gravidade da doença dependem do quão eficientemente funcionam as diversas áreas da sua vida. Um casamento e uma vida familiar que a apoiem, por exemplo, podem compensar parcialmente um trabalho cansativo. Um padrão psicológico clássico associado a problemas físicos na pelve é o de uma mulher que quer libertar-se de comportamentos limitativos nas suas relações (com o marido ou no trabalho, por exemplo) mas não consegue confrontar-se com os seus medos relativamente à independência que essas alterações lhe trariam. Embora ela possa aperceber-se de que outros estão a limitar a sua capacidade de se libertar, na realidade, o seu maior conflito desencadeia-se dentro de si mesma em torno dos seus próprios medos.

Um outro aspecto que afecta os órgãos pélvicos é a competição entre as várias necessidades. Quando as suas necessidades mais íntimas de companheirismo e apoio emocional entram em competição com as suas outras necessidades exteriores, autonomia e aprovação familiar, esta situação pode interferir com os órgãos pélvicos, os ovários e o útero. A nossa cultura ensina-nos que não podemos estar ao mesmo tempo emocionalmente preenchidas e ser bem sucedidas financeiramente e que as nossas necessidades relativamente a ambos os aspectos são mutuamente exclusivas; que, como mulheres, não podemos ter tudo. As mulheres não são geralmente ensinadas a ser competentes nas áreas financeira e económica porque o sistema patriarcal assenta na própria dependência feminina. Uma vez que ter dinheiro e estatuto nos protege e nos faz sentir seguras, foi-nos ensinado que, para adquirir segurança temos que casar, e aos homens que devem providenciar para que não falte dinheiro nem estatuto às suas esposas. O sucesso, no sistema aditivo, permite-nos controlar os outros. Estas crenças e o comportamento determinante que geram são a base para o aparecimento dos problemas pélvicos.

O útero está energeticamente relacionado com o mais íntimo sentido de independência de uma mulher e com o seu mundo interior. Simboliza os seus sonhos e as personagens que gostaria de gerar. O seu estado de saúde reflecte a sua realidade emocional e a sua crença em si mesma ao nível mais profundo. A saúde do útero está em risco se uma mulher não acreditar em si mesma, ou se for excessivamente autocrítica.

A energia uterina é mais lenta que a energia ovárica. O tempo de gestação biológica do feto é de nove meses lunares, enquanto que o tempo de gestação de um ovo é de apenas um mês lunar. Pensa-se no útero como sendo a terra, quer simbolicamente, quer biologicamente, na qual as sementes produtivas dos ovários crescem a seu tempo.

A energia ovárica é mais dinâmica e de alteração mais rápida que a do útero. Nos ano

s reprodutivos, os ovários saudáveis libertam mensalmente novas sementes de uma forma dinâmica. Quando esta energia ovárica dinâmica precisa da nossa atenção, os ovários são capazes de mudar muito rapidamente. Um quisto ovárico pode desenvolver-se numa questão de dias, sob determinadas circunstâncias.

A saúde ovárica está directamente relacionada com as relações da mulher com as pessoas e coisas exteriores a si mesma. Os ovários estão em risco quando as mulheres se sentem controladas ou criticadas pelos outros, ou quando elas, por seu turno, criticam e controlam os outros. "
Read More …

 
 Como a Aranha deu a teia de sonhos para os seres humanos


"Existem muitas histórias relacionadas com aranhas e Mulheres-Aranhas entre as várias nações de índios americanos. Em muitas destas tradições, por exemplo, a Mulher-Aranha é um personagem fundamental e sábio, ora mensageira do Sol, ora avó do próprio Sol e organizadora da vida na Terra. Existem várias lendas relacionadas com os dream catchers. Esta que escolhemos é apenas uma das versões:

Uma aranha fiava sua teia próximo à cama da avó (Nokomi). Todos os dias ela observava a aranha trabalhar. Alguns dias depois, o neto entrou e, ao ver a aranha na teia, pegou uma pedra para matá-la. Mas a avó não deixou. O garoto achou estranho, mas respeitou o seu desejo. A velha mulher voltou-se para observar mais uma vez o trabalho do animal e, então, a aranha falou: Obrigada por salvar minha vida. Vou dar-lhe um presente por isso. Na próxima Lua nova vou fiar uma teia na sua janela. Quero que você observe com atenção e aprenda como tecer os fios. Porque esta teia vai servir para capturar todos os maus sonhos e as energias ruins. O pequeno furo no centro vai deixar passar os bons sonhos e fazê-los chegarem até você.

Quando a Lua chegou, a avó viu a aranha tecer sua teia mágica e, agradecida, não cabia em si de felicidade pelo maravilhoso presente: Aprenda, dizia a aranha. Finalmente, exausta, a avó dormiu. Quando os primeiros raios de sol surgiram no céu, ela acordou e viu a teia brilhando como jóia graças às gotas de orvalho capturadas nos fios. A brisa trouxe penas de pomba que também ficaram presas na teia, dançando alegremente e, por último, um corvo pousou na teia e deixou uma longa pena pendurada. Por entre as malhas da teia, o Pai Sol sorria alegremente. E a avó, feliz, ensinou todos da tribo a fazerem os filtros de sonhos. E até hoje eles vêm afastando os pesadelos de muita gente."
Read More …


"ABUELA LUNA enseñame como ver

en el brillo de las estrellas

el rostro de mis ancestros

para entrar en los mundos

que estan lejos y cerca de mi.



Muestrame como una bienvenida

la vision que aparece ante mi

viendo los detalles de la verdad

en la revelación de cada misterio.



Camina junto a mi en el sueño del tiempo

y permiteme mostrar esta vision

a las cuatro razas



Guardiana de todas las dimensiones

sigo el camino de la mujer medicina

para comprender la vision de la tierra en mi

viendo la verdad dentro de mi HOY"



JAMIE SAMS
Read More …

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...