.:: Êxtase da Deusa ::.

Memorial

* Navegue no interior do site pelas "palavras de toque" ou através do "Arquivo do blog".


"(...) Dá-me por esta noite a carne ainda quente de um beijo,
uma pedra de fogo que possa incendiar outra pedra,
dois remos para navegar águas escuras,
águas tão densas como as que nascem da montanha,
um rio, meu amor, dá-me por esta noite um rio
que comece no teu corpo de neve,
atravesse o tempo, a luz vertiginosa,
e se afogue nos meus olhos.

Na outra voz responde:

Eu dou-te o nome do silêncio, uma
casa onde possas habitar até que
a morte nos restitua, um livro para
me escreveres o sol claríssimo, as
azeitonas fazendo o virgem óleo (...)"


[Alice Macedo Campos, do livro "O ciclo menstrual da noite"]
Read More …

 "Esse é um daqueles serviços web em que você pensa: cadê a versão brasileira? Go28Days (http://go28days.com/)  é um site para mulheres responsáveis. O site  oferece recursos para controle de fertilidade, tabela para ciclo menstrual com o enfoque na prevenção ou planejamento da gravidez: 

Créditos do texto e recomendação:
 
   Tabela de Controle do Ciclo Menstrual da Mulher

Tabela de Controle do Ciclo Menstrual da Mulher
Go28Days
"O Go28Days oferece uma série de ferramentas amplamente integradas que auxiliam no controle de todo o ciclo da mulher. Um serviço com agenda, tabela, indicações de dias férteis, concepção entre outros
Go28Days Como Rede Social

De sobreaviso, o Go28Days é um serviço que permite que seus amigos possam visualizar o seu desenvolvimento fértil.

Controle Total da Conta
Controle Total da Conta
Parece estranho? Mas no Go28Days você tem TOTAL controle do que pode ser visto, quem poderá visualizar e o que cada um dos seus amigos podem ver ou se a sua conta será restritamente privada, ou melhor, só você terá acesso a qualquer informação.
Então; se você possui uma amigas(os) bem próximos que você queira compartilhar seus dados, você poderá definir alguns itens da sua conta que podem ser visualizados.
Dados Adicionais?
No Go28Days você terá informações relevantes de um ciclo da mulher, o que lhe auxiliará com os temas comum de referência ao controle por meio da tabela.


Dados Adicionais na Tabela
Mas o serviço permite que você acrescente à tabela dados adicionais como medicação “especial” do seu médico, anticoncepcional, suplementos, ou qualquer outra informação que você achar relevante que tenha relação com o seu ciclo.

Versão Impresa e PDF (Parte Muito Importante)
Com o Go28Days você poderá controlar melhor a sua menstruação e ter dados mais precisos na hora da consulta com o ginecologista; o serviço permite que você demarque todos os meses os dias de menstruação e sua quantidade e presença de cólicas.

Dados do Seu Ciclo Impresso e em PDF
Dados do Seu Ciclo Impresso e em PDF
A sua tabela e todas as notas que você tomou durante o ciclo como temperatura, aparecimento do fluido cervical, fluxo abundante, do fluxo com cólicas, sinais de androgenização como acne entre outras notas correspondentes podem ser impressas em um formato ajustado à uma boa análise de dados pelo seu ginecologista.
O Go28Days é ainda uma ferramenta de previsão do seu ciclo. Com recursos para análise, você poderá prever melhor o período de ovulação, picos férteis os primeiros sinais da menstruação entre outros.
Conclusão sobre o Go28Days
Como me referi no início deste review, gostaria que houvesse uma versão para “nossas brasileiras”. Um espaço em português em que as “meninas” pudessem ter um serviço totalmente dedicada a elas com facilidade do seu uso e análise de dados do ciclo da mulher.
O Go28Days utiliza diversas siglas para compro os seus gráficos e tabelas. São informações simbólicas e relevantes que a “usuária” terá que se adaptar. Nesta página há uma prévia desses dados que serão comum em toda a tabela do ciclo. É importante que você estudo e decore o significado de cada uma delas.
Enfim, o objetivo do site é conferir um controle natural pela tabela do seu ciclo permitindo a você tomar decisões preventivas, é um espaço muito amigável e com ferramentas intrinsecamente ligadas à temática. Infelizmente, não está traduzido para o português!

O site oferece ainda três links para textos em inglês de estrema importancia para que você entenda o objetivo do site. São guias para planejamento, controle e conhecimento do ciclo da mulher:

"
Extraido do blog:
Read More …

Estudo: fitoplâncton diminui 1% ao ano e ameaça vida marinha
28 de julho de 2010 14h07 atualizado às 16h37


O fitoplâncton grande parte do oxigênio do planeta Foto: AP/Karl Bruun/Nostoca Algae Laboratory/Nikon Small World/AP
Adicionar legenda
O fitoplâncton produz grande parte do oxigênio do planeta
Foto: AP/Karl Bruun/Nostoca Algae Laboratory/Nikon Small World/AP


"A quantidade de fitoplâncton dos oceanos diminui 1% por ano, na média dos últimos 100 anos, segundo um estudo publicado nesta quarta-feira pela revista Nature e que adverte sobre os efeitos da redução destes microorganismos na estrutura dos ecossistemas marinhos e no ciclo do carbono.
Segundo os especialistas do Instituto para a Pesquisa Climática da Alemanha, a redução da biomassa de fitoplâncton dos oceanos está vinculada ao aquecimento global. Os pesquisadores, que combinaram dados históricos com observações via satélite atuais, estimaram que o nível global de redução desses microorganismos fotossintéticos aquáticos foi de 1% anual da média global da biomassa de fitoplâncton presente nos oceanos.
Essa queda seria ainda mais saliente nos últimos anos, especialmente em áreas situadas em altas latitudes e nas regiões equatoriais. O fitoplâncton tem grande importância para o equilíbrio da natureza porque esses microorganismos produzem cerca de metade da matéria orgânica da Terra e grande parte do oxigênio da atmosfera.
Por isso, seu déficit poderia afetar os processos climáticos e ciclos bioquímicos como o do carbono. Esse estudo sustenta também a hipótese de que a mudança climática está contribuindo para a transformação dos ecossistemas marítimos."

 Fonte:Terra 

Importância ecológica do fitoplâncton

"O fitoplâncton encontra-se na base da cadeia alimentar dos ecossistemas aquáticos, uma vez que serve de alimentação a organismos maiores. Está na base porque pertence ao nível trófico dos produtores[1].

Além disso, acredita-se que o fitoplâncton é responsável pela produção de cerca de 98% do oxigênio da atmosfera terrestre; teoricamente, uma vez que se pensa que a vida na Terra começou no mar, o fitoplâncton terá sido o responsável pela aparição dos organismos heterotróficos, que utilizam, não só diretamente o plâncton na sua alimentação, mas também o oxigênio para sua respiração."

Fonte: Wikipedia
Read More …




Fonte: http://yto.no/hunikuinblog/wordpress2/# 


Duas versões sobre a Origem do Kene:

Kene: A Arte das Aranhas


"Nunca viram, entre as ramas das árvores, escondida mas impecável, uma enorme e bela teia de aranha? Repararam alguma vez quando ao amanhecer o orvalho em gotas e o reflexo dos raios de sol fazem-na brilhar como se fosse um tecido de fios de vidro?
Trabalhadora incansável, a aranha passa sua vida tecendo sua teia. É tão hábil, que a mão do homem inveja sua maestria.
Contam que os antepassados dos kaxinawás se vestiam com folhas de planta porque não sabiam fiar nem tecer. Um belo dia uma aranha chamada Basnempöro se apiedou deles e decidiu ajudá-los. Ocorreu-lhe uma idéia mágica: transformar-se em mulher, ir viver com os kaxinawás e fiar e tecer para eles, que isso lhes fazia grande falta.
Assim que Basnempöro se instalou na ladeira, correu a notícia de que havia chegado uma mulher que praticava a arte da fiação e da tecelagem. Os moradores começaram a levar-lhe punhados de algodão, que Basnempöro transformava em vestidos, mantas e tecidos para os mais diversos usos.
Um dia, uma kaxinawá lhe levou quatro enormes jamaxis cheios de algodão e lhe encomendou que lhe fizesse uma rede e várias peças de roupa.
Quatro dias depois, a mulher foi à casa de Basnempöro para receber suas coisas. Qual não foi sua surpresa de ver que estas ainda nõ estavam prontas.
- Que foi que aconteceu ?! – disse a mulher, colocando as mãos na cabeça – Onde estão minha rede e tudo o mais? – E completou:
- Devolva-me o algodão que eu lhe dei!
- Impossível, boa mulher. – respondeu Basnempöro – Eu engoli todo o algodão para...
- Engoliu meu algodão? Você engoliu meu algodão! – interrompeu-a, gritando, a mulher – Você é uma ladrona!
A ingrata não quis escutar a explicação de Basnempöro: Em primeiro lugar, ela precisava engolir o algodão para que uma vez este digerido saísse transformado em fio; só daí podia começar a tecer. A mulher lhe tinha trazido tanto algodão, que a aranha não tivera tempo de transformá-lo em fio. Mas a dona dos quatro jamaxis de algodão estava furiosa e foi de casa em casa contando às pessoas que Basnempöro lhe havia roubado seu algodão.
Os rumores se espalham como o vento, sempre dão a volta e regressam. A aranha se inteirou do que se dizia dela por boca de uma amiga, e ficou muitíssimo aborrecida. Apressou seu trabalho, terminou a rede e as demais peças, e chamou a mulher que a tinha difamado.
- Estão aqui suas coisas. – lhe disse – E também este novelo de linha que sobrou. Pega tudo e vai embora. Sei que você esteve falando mal de mim. Não quero mais nada com você nem com seu povo.
A mulher, envergonhada, se foi sem dizer palavra.
No dia seguinte, Basnempöro foi à casa de sua única amiga e lhe disse:
- Cansei de viver aqui. Quando vim, o fiz com a intenção de ajudá-los. Mas vocês não souberam apreciar minha boa vontade. Por isso nunca voltarei a trabalhar para vocês. Mas você, como foi minha amiga, vou lhe ensinar os segredos do fiar e do tecer. Se quiser, poderá ensinar aos que queiram aprender.
Assim o fez, e depois desapareceu e voltou a usar sua forma original de aranha.
A partir de então, graças aos ensinos que deixou Basnempöro, as mulheres kaxinawás sabem fiar e tecer com grande habilidade, apesar de que talvez jamais alcancem a perfeição e delicadeza da teia de aranha."

Fonte: Terra Brasileira e Gioviluna
Retirado do site: http://karipuna.blogspot.com/2009_03_01_archive.html

Bimi - Mestra de Kenes / Kene Master (Hunikui)


MITO – ORIGEM DO KENE
(Versão contada por Agostinho Muru)

"Uma mulher chamada Siriane saiu para apanhar água no igarapé. Já bem distante de sua casa encontrou, atravessando o caminho, uma enorme tumuyã. Quando Sirene viu a tumuyã, ficou paralisada, admirando os desenhos do corpo da cobra. Não conseguia afastar o olho daqueles desenhos tão bonitos!
Enquanto isso, a cobra foi chegando bem devagarinho, aproximando-se cada vez mais de Siriane. Quando estava bem próximo, a cobra transformou-se em um lindo rapaz e perguntou a Siriane:

- O que você acha de mim? O que admira tanto?

Siriane respondeu que estava admirada com os kene do seu corpo, e queria ser uma mestra do kene para fazer aqueles desenhos em sua rede e nas roupas do seu marido.
O rapaz respondeu a Siriane que se ela estava interessada ele poderia ensiná-la. Mas, com uma condição: Siriane tinha que ensinar todo o aprendizado para as outras mulheres e, além disso, fazer tudo do jeito que ele lhe ensinasse.
Siriane concordou com tudo o que a cobra lhe disse. Mas o rapaz ainda lhe fez outra advertência: para aprender, Siriane não podia ter medo. O rapaz tinha que se transformar de novo em cobra.
Depois da transformação, a cobra foi se enrolando no corpo de Siriane até chegar bem pertinho da cabeça dela. A cobra falava tão baixinho, que só Siriane podia ouvir.
O primeiro desenho ensinado a Siriane foi o txere beru. Este é o primeiro desenho que se aprende para poder aprender os outros kene.
Ficaram ali juntos algum tempo. Siriane voltou para casa impressionada com o acontecido, e foi direto para seu tear estudar o txere beru. As outras mulheres ficaram muito admiradas e perguntaram onde ela tinha aprendido aquele desenho tão lindo! Siriane falou que estava tirando o desenho de sua própria da cabeça.
As mulheres também ficaram muito interessadas em aprender e Siriane começou a ensinar às outras mulheres que se interessavam. Duas vezes na semana ela ensinava para as mulheres da aldeia. Os outros dias ela ia para a mata encontrar com a cobra jibóia para aprender mais desenhos.
As pessoas começaram a ficar curiosas:

- O que será que Siriane faz tanto na mata?

Siriane não dizia nada para ninguém. O marido de Siriane também começou a ficar cismado. Ela não ligava mais para os trabalhos da casa... Só pensava em trabalhar com seu tear.
Então, cada dia, cada semana, ela foi aprendendo mais outros tipos de kene. Um dia, tumuyã revelou a Siriane que era o encantado do kene. Que seu nome era Yube. E relembrou a Siriane o dilúvio que havia acontecido há muitos anos passados, em que muitos Huni Kuin foram transformados em vários seres da floresta. Ele, Yube, quando foi tocado pelas águas do dilúvio estava em uma rede com kene de tumuyã, por isso foi transformado em cobra. E guardou toda a sabedoria do kene.
Essa notícia deixou Siriane muito feliz. Então pediu a Yube que voltasse a viver junto com seu povo. Mas Yube respondeu que não podia mais se transformar no que havia sido no passado. Por isso queria ensinar todos os kene para Siriane, para ela poder ensinar ao seu povo.
Além de ser um encantado do kene, Yube também sabia tudo o que se passava na aldeia. Em um de seus encontros, avisou a Siriane sobre a desconfiança de seu marido. Ele estava ficando muito cismado com as viagens de Siriane para mata. Avisou que os dois estavam correndo perigo de vida. Se o marido os encontrasse juntos, seria capaz de matá-los.
Mas Yube não podia mais parar de ensinar. E nem Siriane podia parar de aprender. Então Yube falou que estava na hora de Siriane contar o seu segredo para os seus parentes. Pediu que ela contasse para a sua melhor amiga da aldeia. Caso acontecesse alguma coisa a eles, o povo ficaria sabendo de onde tinham vindo os kene que Siriane apresentava.
Quando Siriane voltou para casa, fez o que Yube havia lhe pedido. Em poucos dias todos ficaram sabendo do segredo de Siriane.
O marido também ouviu as conversas do segredo de sua mulher e ficou com muito ciúme. Ele olhava para Siriane e ficava pensando:
- Será possível que a minha mulher está me traindo com uma cobra?
Aquele pensamento era uma coisa horrível na cabeça do marido de Siriane. Ele também ficou envergonhado na frente dos seus parentes, pois todos comentavam os encontros de sua mulher com a jibóia.
Um dia, quando Siriane saiu para a mata, ele saiu atrás. Escondido atrás dos troncos das árvores, chegou até onde Siriane e Yube se encontravam. Quando viu os dois abraçados, sentiu uma dor muito grande no seu coração, e com sua borduna matou Siriane e Yube.
Contaram os antigos que Yube tinha muitos outros kene para ensinar para Siriane. E eram kene do tempo anterior ao dilúvio. Nesse tempo os kene tinham um outro dono: Besã.”

Fonte: “Kene : A Arte dos Huni Kuin”, catálogo da exposição organizada por Dêde Maia, CNFCP, Rio de Janeiro, 1999


kenes
é muito rica e reconhecida a produção de grafismos, desenhos ou kenes dos povos indígenas de nossa região; é uma expressão cultural que se utiliza de dois suportes principais: os objetos, principalmente a tecelagem, e a pele humana, o corpo ritualizado; pesquisa
organize uma pesquisa sobre os kenes com roteiro, entrevistas histórias e desenhos;"
Read More …

Células-tronco do útero regeneram
células cerebrais danificadas
Fonte: Ciência Diária 


"Células-tronco derivadas do endométrio (mucosa uterina) e transplantadas no cérebro de ratos com Parkinson parecem ter reparado células cerebrais danificadas pela doença. Pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade de Yale, nos EUA, acreditam que a técnica poderá futuramente ser usada em mulheres, com a utilização de células do próprio útero.
A doença de Parkinson é causada pelo colapso de células nervosas, produtoras de dopamina (neurotransmissor responsável pelo estímulo de neurônios que controlam os movimentos do corpo), no tronco cerebral. Na experiência, envolvendo coleta e cultura de tecido endometrial de nove mulheres, as células se transformaram em células nervosas que produzem dopamina – tais quais as que tinham sido danificadas pelo problema.
“O nível de dopamina nos ratos aumentou assim que transferimos as células-tronco endometriais para os cérebros”, diz Hugh S. Taylor, autor do estudo publicado no Journal of Cellular and Molecular Medicine. “Isto é encorajador, porque mulheres já têm um estoque pronto de células-tronco que são facilmente obtidas, que podem se diferenciar em outros tipos de células. Elas têm um grande potencial para tratar diversas doenças”.

Além disso, os pesquisadores ressaltam que a técnica não “esbarraria” em questões éticas, referentes à produção de células-tronco a partir de embriões. Diferente de outras células-tronco, as células provenientes do endométrio teriam uma tendência bem menos à rejeição."


O feto aprende
Fonte: Revista Super interessante
Por Denis Russo Burgierman

"Não é só o corpo que se forma durante a gravidez. A personalidade, a inteligência e os traumas também estão em gestação.

Imagine como seria passar nove meses trancado em uma sala escura e morna, dormindo 16 horas por dia. O lugar, apertadinho, sem ser desconfortável, é envolvido por uma marcação de tambor constante, que não pára nem durante a noite, e por um barulho esquisito de líquidos borbulhando. Você ouve, sem poder entender, conversas abafadas do lado de fora, nas quais predomina sempre uma voz feminina clara, que parece vir de todos os lados ao mesmo tempo. Não há muito o que fazer lá dentro além de brincar com o saco transparente que te embrulha e beber o líquido quase sempre doce à sua volta.
Você já passou por isso, é óbvio — durante a sua gestação. E hoje se sabe que esse período marcou você para sempre, moldando o seu jeito de ser, os seus medos e o seu humor. A velocidade daquela batida de tambor, o carinho ou o desprezo expressos nas vozes difusas, o gosto do líquido e outros estímulos mais sutis são tudo o que um feto conhece até o parto. Se essa experiência for agradável, tudo vai evoluir para uma criança tranqüila e sensível. Se não, a gravidez pode provocar distúrbios psicológicos graves, até mesmo esquizofrenia e autismo.
Desde o começo da gestação, os sentimentos e os humores maternos afetam o filho, que está exposto aos mesmos hormônios que ela. Fetos rejeitados são candidatos sérios a distúrbios de comportamento. (...)"

Continua em: http://super.abril.com.br/superarquivo/1998/conteudo_65694.shtml )
Read More …

Read More …

04/07/2010 - Dez mulheres são mortas por dia no País (Estadão)
Dom, 04 de Julho de 2010 15:12

Fonte: http://www.agenciapatriciagalvao.org.br/index.php
"(O Estado de S. Paulo) Em dez anos, dez mulheres foram assassinadas por dia no Brasil, média que fica acima do padrão internacional. A motivação geralmente é passional. Estes são alguns dos resultados do estudo intitulado Mapa da Violência no Brasil 2010, realizado pelo Instituto Zangari, com base no banco de dados do Sistema Único de Saúde (DataSUS).

"Entre 1997 e 2007, 41.532 mulheres morreram vítimas de homicídio – índice de 4,2 assassinadas por 100 mil habitantes. Elas morrem em número e proporção bem mais baixos do que os homens (92% das vítimas), mas o nível de assassinato feminino no Brasil fica acima do padrão internacional", diz a reportagem publicado por O Estado de S. Paulo.
Os números mostram que as taxas de assassinatos femininos no Brasil são mais altas do que as da maioria dos países europeus, cujos índices não ultrapassam 0,5 caso por 100 mil habitantes, mas ficam abaixo de nações que lideram a lista, como África do Sul (25 por 100 mil habitantes) e Colômbia (7,8 por 100 mil).
“Quanto mais machista a cultura local, maior tende a ser a violência contra a mulher”, afirmou a psicóloga Paula Licursi Prates, doutoranda na Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, que realiza estudos sobre homens autores de violência.

A matéria comenta que "ainda são raros os estudos de casos que analisam as motivações de assassinos que matam mulheres. De maneira geral, homens se matam por temas urbanos como tráfico de drogas e desordem territorial e os crimes ocorrem principalmente nas grandes cidades. Mulheres são mortas por questões domésticas em municípios de diferentes portes".
“No caso das mulheres, os assassinos são atuais ou antigos maridos, namorados ou companheiros, inconformados em perder o domínio sobre uma relação que acreditam ter o direito de controlar”, explica Wânia Pasinato, pesquisadora do Núcleo de Estudo da Violência da USP.
"Em um estudo das motivações de 23 assassinatos contra mulheres ocorridos nos cinco primeiros meses deste ano e investigados pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa de São Paulo (DHPP), em 25% dos casos o motivo foi qualificado como torpe. São casos como negativas de fazer sexo ou de manter a relação. Em 50% das ocorrências, o motivo foi qualificado como fútil, como casos de discussões domésticas. Houve 10% de mortes por motivos passionais, ligados a ciúmes, por exemplo, e 10% relacionado ao uso ou à venda de drogas."
Veja a matéria na íntegra: Dez mulheres são mortas por dia no País (O Estado de S. Paulo - 04/07/2010)





Indicação de fontes:

Maria Amélia de Almeida Teles (Amelinha)
– coordenadora do Programa de Promotoras Legais Populares

União de Mulheres de São Paulo
http://www.promotoraslegaispopulares.org.br/
São Paulo/SP
(11) 3106-2367 / 9601-4800 -
amelinhateles@globo.com Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
Fala sobre: direitos das mulheres; violência doméstica
Wagner Figueiredo – médico e pesquisador
Departamento de Medicina Preventiva / Centro de Saúde Butantã da Faculdade de Medicina da USP
São Paulo/SP
(11) 3066-7444 (medprev) / 9456-7419 -
wagfig@usp.br Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
Fala sobre: homens agressores
Wania Pasinato – socióloga e pesquisadora do NEV/USP
Núcleo de Estudos da Violência da USP
São Paulo/SP
(11) 3091-4951 / 9263-8365
waniapasinato@uol.com.br Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
Fala sobre: violência

Tristes estatísticas
Fonte: http://www.feminismo.org.br/


Em todas as delegacias do DF (Brasília), de janeiro a maio deste ano, foram registradas 8.621 ocorrências de violência contra a mulher. Só na Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam), houve 1.122 registros:

Tipo de crime - Ocorrências
Lesão corporal dolosa 2.411
Lesão corporal doméstica 743
Injúria 2.729
Ameaça 2.109
Difamação 251
Calúnia 164
Maus-tratos 119
Tentativa de homicídio 65
Homicídio 30

Por cidade
(janeiro a maio de 2009):
Ceilândia 1.418
Taguatinga 794
Brasília 731
Planaltina 663
Samambaia 532
Gama 486
Santa Maria 446
Guará 431
Recanto das Emas 378
Sobradinho 321
São Sebastião 291
Sobradinho II 245
Águas Claras 243
Brazlândia 215
Itapoã 198
Estrutural 191
Paranoá 173
Riacho Fundo 133
Núcleo Bandeirante 132
Riacho Fundo II 91
Lago Sul 76
Candagolândia 72
Cruzeiro 71
Lago Norte 61
Varjão do Torto 56
Sudoeste 55
SIA 45
Park Way 39
Jardim Botânico 34
Read More …



"Os círculos de mulheres podem ser vistos como um movimento evolucionário e revolucionário que esta escondido por de trás de uma imagem aparente: Parece ser apenas um grupo de mulheres reunidas, mas cada mulher e cada círculo está contribuindo para algo muito maior."

Jean Shinoda Bolen
Read More …

Porque a criatividade na autenticidade é a medicina que me alimenta e sustenta!
No amor e em agradecimento a grande possibilidade de sacralizar minha essência.
Honra e respeito ao espírito individual que move vocês ao encontro do espírito do grupo....
Eu Mulher, aqui e agora, inteira!



Sabrina Alves

Clã dos Ciclos Sagrados
"Mulheres em círculo para honrar seus ciclos; avançando fronteiras e tecendo redes."

ENCONTRE A CIDA DE MAIS PERTO DE VOCÊ!

Círculo Sagrado de Visões Femininas age em diversos níveis, são eles:

Físico: " É comprovadamente cientifico que quando duas ou mais mulheres permanecem juntas em um mesmo espaço físico seus ciclos menstruais se auto-regulam. E, segundo as medicinas tradicionais, a mulher se oportuniza do processo de menstruação quando este ocorre nas fases MINGUANTE/NOVA, pois assim temos maior influência do SOL na TERRA e, desta forma, eliminamos mais e melhor. E, além disso, quando diversas mulheres estão juntas, o corpo aciona a produção de um hormônio chamado OCITOSINA, que causa sensação de felicidade e bem-estar. Menstruação regulada cura e nos ensina a viver ciclicamente, entendo que morrer é necessário, tanto quanto renascer e viver plenamente.

.::Emocional:: O CÍRCULO é um arquétipo igualitário, traz noção de pertencimento e de sacralidade à palavra, pois todas ao redor do centro estão à mesma distância, desta forma, não existe hierarquia. Cada palavra é ouvida. Cada batida de coração é sentida. Estar em Círculo CURA as feridas. Sana sem demora as mágoas e ressentimentos. Abre espaço no ventre e coração para a renovação e para realização plena.

.::Social::. Pretende gerar um grupo, ou Círculo de Mulheres que ocupe o vazio comunitário criado pelo capitalismo/pa iarcado. Fazendo circular e estimular o conhecimento e a partilha. Estimulando as mulheres a ocupar e a se manifestar em espaços públicos levando os pontos de vistas femininos.

.::Espiritual::. Em um local onde a mulher possa dar voz a sua essência, o espírito feminino se sente livre para se manifestar, proporcionando insigths, conexões com os arquétipos interiores e intuição mais apurada e visão de olhos de águia, além do alcance, dentro e fora da situação, mediando seus aspectos internos e a vivencia externa."

::Raiz do “Círculo Sagrado de Visões Femininas”::

SÃO PAULO/SP – Sabrina Alves
Endereço: Rua Natingui, 380 - Vila Madalena
(à pé, ao lado do metrô, desça pela rua Marinho Falcão)
Fone: (11)9614-2858
Contribuição: R$ 10,00
Tragam frutas p/ compartilhar e objetos para compor o altar.

IMPORTANTE A PONTUALIDADE!!!
Encontre a cidade mais próxima de você!

Honrarias e bênçãos às novas mulheres guardiãs deste INVERNO de 2010.
.::BRASIL::.

::IMBÉ/RS - Camila Ceroni (Flora Zabella)::
Local: Rua Herval nº 2198, bairro Centro
Contribuição: R$5,00 + frutas e outros alimentos naturais, sucos, chás.
Email: florazabella@yahoo.com.br
Fone p/ contato: (51) 3627-5572 / 9226-9556

::GOIÂNIA/GO - Heloisa Helena::
Local: Avenida República do Líbano nº 1136 Setor Aeroporto - Núcleo de Yoga Arte e Corpo.
Contribuição: R$7,00 + frutas e/ou alimentos naturais, sucos, chás.
E-mail:heloisa_psico@hotmail.com
Fone:(62) 8106-9730


GUARDIÃS AUTORIZADAS!

::SÃO LEOPOLDO/RS - Simone Alves::

Rua 21 de Agosto, 609 Bairro Fião
São Leopoldo/RS
Contibuição: R$10,00 + um lanchinho ou suco para compartilharEmail:simonealves.evolucao@gmail.com Fone: 51 9818 6280

:: FLORIANÓPOLIS/SC - Mariana Alba::
Local: Porto da Lagoa
Contribuição: R$5,00 + 1kg de alimento + frutas, bolos ou sucos para compartilhar
Podem trazer objetos de poder para limpeza e reforço da intenção dos mesmos.
E-mail: gaialuasol@hotmail.com
Fone de contato: 48 9917-7523

::RECIFE/ PE - Terezinha Marques (Elora Gaya)::
Local: Rua do sossego nº 341, 1º andar, bairro da Boa vista - Espaço Terapêutico Multidisciplinar.
Contribuição: R$7,00 + frutas e outros alimentos naturais, sucos, chás.
Email: teremarques84@yahoo.com.br
Fone p/ contato: (81) 8834-3542 / 9786-1426

.::MUNDO::.

::PERU/Urubamba/Cusco - Cristine Pastoris Muller – Takua::
Rumichaca Alta - Urubamba - Casa de la Tribu Holistica
(084)984248370
Email: takuacris@hotmail.com cristine@tribuholistica.com
Valor: 25 soles
Traer frutas o alimento vegetariano, agua mineral, para compartir. Ofrendas (por ejemplo: hojas de coca, palo santo, agua florida, semillas, velas, ...) y objetos ceremoniales personales para consagración.

::CURITIBA/ PR – Karenn Missa Fujimatsu (Mirpa Nhusta Manta)::
Local:, Rua Machado de Assis, 322, Juvevê (esquina com Rocha Pombo).
Casinha do Ser - Espaço Terapêutico
Contribuição: R$ 10,00 + frutas ou outras gostosuras naturais +sucos + objeto sagrado e de poder para
Email: nnerak@hotmail.com
Fone de contato: (41) 9992-5250

::JUIZ DE FORA/ MG - Júlia Marina (Ma’Lika)::
Local: Rua São Mateus, 890 - Juiz de Fora (Espaço Kaula Yoga)
Telefone: (32) 8454-2337
Contribuição: R$ 10,00
O que pedir para as mulheres levarem: Frutas
Email: malika_yoga@hotmail.com
OBS: Este mes não haverá!

::SANTOS/ SP- Bárbara Guerreiro::
Local: Rua Pereira Barreto nº10 altos - Gonzaga - Santos (Espaço Esotérico A Sacerdotisa)
Contribuição. R$ 6,00 + Frutas e sucos
Email: babiguerreiro@hotmail.com
Fone de contato: (13) 9142.1085

::UBERLANDIA/MG - ANA CAROLINA MAGRI::

Clã Irmandade de Gaia
Rua: Micheli Virno, 3263
Bairro: Custódio Pereira
Valor: 10,00 + suco ou lanchinho (sem carne) Para compartilhar
Traje: Saia ou vestido


::PORTO ALEGRE/RS – ANA PAULA ANDRADE::

LOCAL: ESPAÇO RAPA NUY
Rua Delfino Riet, 116 Bairro Santo Antônio
Porto Alegre/RS
Contato: (51) 98210643
Email: ciccpaz@gmail.com

::SALVADOR/ BA – Jeruza Rosário::
Endereço: Av. Sete de Setembro, 761, ap. 702, Ed. Avenida, Rosário, Centro.
FONE: (71) 3329-4998/ 8765-2723.
Email: jeruzarosario@hotmail.com
*Demais infos pelo telefone

::RIO DE JANEIRO/ RJ – Marcela Zaroni::
Endereço: Será informado por telefone
Fone: Casa: (21) 33923502//Cel: (21) 85301340//Trabalho: (21) 25350044
Email: shaktilalla@hotmail.com
Contribuição: R$ 10,00

::VILA VELHA/ ES – Iony Ming::
Endereço: Será fornecido pelo email ou fone.
Fone: (27) 9926-2668 ou 9723-4480
Email: angelis_dos_anjos@hotmail.com
*Demais infos por telefone.

REPASSE ESSE CONVITE ÀS MULHERES DA SUA VIDA!

Importante: O círculo estará aberto para receber todas as mulheres, independentemente de sua orientação espiritual/religiosa.
Read More …

http://fineartamerica.com/images-medium/goddesses-dancing-charlotte-backman.jpg

Encontro do Círculo Sagrado de Visões Femininas 
no Rio de Janeiro :



Dia 11 de Julho (Domingo) - 18h

 
::RIO DE JANEIRO/ RJ – Guardiã Marcela Zaroni (Shakti Lalla)::

Informações:
    Cel: (21) 85301340 / 4103-0090
Email: shaktilalla@hotmail.com




Onde? Botafogo-RJ - Espaço Mahayogini - http://espacomahayogini.blogspot.com

O que devo levar? Um lanchino para ser compartilhado (bebida e comidinhas),
um objeto que simbolize a conexão com o feminino,
oráculos, instrumentos musicais, inspiração, histórias, experiências (...)


Como posso ajudar? colaborando com R$10,00 por encontro, taxa de manutenção do espaço.



" Simultaneamente, mulheres de diversos estados brasileiros reunem-se em círculos de iguais e ecumênicos sempre ao 1o dia de Lua Nova para celebrar , fortalecer, expressar plenamente suas formas, curar seus ciclos hormonais e regular sua menstruação/fertilidade. 
 
     O Círculo Sagrado de Visões Femininas é uma experiência de resgate simbólico da energia ancestral coletiva feminina onde mulheres em meio à agitação das cidades, guiadas por suas próprias crenças, perpetuam sua linhagem feminina por meio da sacralidade de seus corpos.  "


 
Círculo Sagrado de Visões Femininas age em diversos níveis, são eles:
"Físico:  É comprovadamente cientifico que quando duas ou mais mulheres permanecem juntas em um mesmo espaço físico seus ciclos menstruais se auto-regulam. E, segundo as medicinas tradicionais, a mulher se oportuniza do processo de menstruação quando este ocorre nas fases MINGUANTE/NOVA, pois assim temos maior influência do SOL na TERRA e, desta forma, eliminamos mais e melhor. E, além disso, quando diversas mulheres estão juntas, o corpo aciona a produção de um hormônio chamado OCITOSINA, que causa sensação de felicidade e bem-estar. Menstruação regulada cura e nos ensina a viver ciclicamente, entendo que morrer é necessário, tanto quanto renascer e viver plenamente.
Emocional: O CÍRCULO é um arquétipo igualitário, traz noção de pertencimento e de sacralidade à palavra, pois todas ao redor do centro estão à mesma distância, desta forma, não existe hierarquia. Cada palavra é ouvida. Cada batida de coração é sentida. Estar em Círculo CURA as feridas. Sana sem demora as mágoas e ressentimentos. Abre espaço no ventre e coração para a renovação e para realização plena.
Social: Pretende gerar um grupo, ou Círculo de Mulheres que ocupe o vazio comunitário criado pelo capitalismo/pa iarcado. Fazendo circular e estimular o conhecimento e a partilha. Estimulando as mulheres a ocupar e a se manifestar em espaços públicos levando os pontos de vistas femininos.
Espiritual: Em um local onde a mulher possa dar voz a sua essência, o espírito feminino se sente livre para se manifestar, proporcionando insigths, conexões com os arquétipos interiores e intuição mais apurada e visão de olhos de águia, além do alcance, dentro e fora da situação, mediando seus aspectos internos e a vivencia externa."
 
(Texto de Sabrina Alves - Coordenadora do projeto Círculo Sagrado de Vsiões Femininas)




 
Agenda do CSVF
para o Ano/2010:


JULHO: dia 11, domingo, às 18hs

AGOSTO: dia 10, terça-feira, às 20hs

SETEMBRO: dia 08, quarta-feira, às 20hs

OUTUBRO: dia 07, quinta-feira, às 20hs

NOVEMBRO: dia 06, sábado, às 18hs

DEZEMBRO: dia 05, domingo, às 18hs
 

 


"Nosso momento é agora, junte-se a nós nessa REDE-Revolução! Está Feito!"
(Sabrina Alves)


 Encontre a cidade mais próxima de você! Clique aqui!
http://circulosagradodevisoesfemininas.blogspot.com/



Realização | Apoio - RJ:

 
Read More …





Carta do Líder Indígena Megaron Txuukarramãe

"Nós lideranças e guerreiros estamos aqui em nosso movimento e vamos continuar com a paralisação da balsa pela travessia do rio xingu. Enquanto Luiz Inácio Lula da Silva insistir de construir a barragem de Belo Monte nós vamos continuar aqui. Nós ficamos com raiva de ouvir Lula falar que vai construir Belo Monte de qualquer jeito, nem que seja pela força!!! Agora Nos indios e o povo que votamos em Lula estamos sabendo quem é essa pessoa. Nós não somos bandidos, nós não somos traficantes para sermos tratados assim, o que nós queremos é a não construção da barragem de Belo Monte. Aqui nós não temos armas para enfrentar a força, se Lula fizer isso ele quer acabar com nós como vem demonstrando, mas o mundo inteiro vai poder saber que nós podemos morrer, mais lutando pelo nosso direito. Estamos diante de um Governo que cada dia que passa se demonstram contra nós indios. Lula tem demonstrado ser inmingo número um dos indios e Marcio Meira o atual Presidente da Funai tem demostrado a ser segunda pessoa no Brasil contra os indios, pois, a Funai não tem tratado mais assuntos indigenas, não demarcação de terra indigena mais, não tem fiscalização de terra indigena mais, não tem aviventação em terra indigena. Os nossos líderes indigenas são empedido de entrarem dentro do predio da funai em Brasilia pela força nacional. O que esta acontecendo com nós indios é um fato de grande abandono, pois, nós indios que somos os primeiros habitantes deste pais estamos sendo esquecidos pelo Governo de Lula que quer a nossa destruição, é esta aconclusão que chegamos."

Lider indigena Megaron Txukarramãe
Aldeia Piaraçu, 26 de abril de 2010

Read More …


24/02/10

Por: Leonardo Boff, teólogo, representante e co-redator da Carta da Terra.

"O governo Lula possui méritos inegáveis na questão social. Mas na questão ambiental é de uma inconsciência e de um atraso palmar. Ao analisar o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) temos a impressão de sermos devolvidos ao século XIX. É a mesma mentalidade que vê a natureza como mera reserva de recursos, base para alavancar projetos faraônicos, levados avante a ferro e fogo, dentro de um modelo de crescimento ultrapassado que favorece as grandes empresas à custa da depredação da natureza e da criação de muita pobreza.
Este modelo está sendo questionado no mundo inteiro por desestabilizar o planeta Terra como um todo e mesmo assim é assumido pelo PAC sem qualquer escrúpulo. A discussão com as populações afetadas e com a sociedade foi pífia. Impera a lógica autoritária; primeiro decide-se depois se convoca a audiência pública. Pois é exatamente isto que está ocorrendo com o projeto da construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte no rio Xingu, estado do Pará.
Tudo está sendo levado aos trambolhões, atropelando processos, ocultando o importante parecer 114/09 de dezembro de 2009, emitido pelo IBAMA (órgão que cuida das questões ambientais), contrário à construção da usina, e a opinião da maioria dos ambientalistas nacionais e internacionais que dizem ser este projeto um grave equívoco com conseqüências ambientais imprevisíveis.
O Ministério Público Federal que encaminhou processos de embargo, eventualmente levando a questão a foros internacionais, sofreu coação da Advocacia Geral da União (AGU), com o apoio público do presidente, de processar os procuradores e promotores destas ações por abuso de poder.
Esse projeto vem da ditadura militar dos anos 70. Sob pressão dos indígenas apoiados pelo cantor Sting em parceria com o cacique Raoni foi engavetado em 1989. Agora, com a licença prévia concedida no dia 1º de fevereiro, o projeto da ditadura pôde voltar triunfalmente, apresentado pelo governo como a maior obra do PAC.
Neste projeto tudo é megalômano: inundação de 51.600 hectares de floresta, com um espelho d’água de 516 km², desvio do rio com a construção de dois canais de 500m de largura e 30 km de comprimento, deixando 100 km de leito seco,  submergindo a parte mais bela do Xingu, a Volta Grande e um terço de Altamira, com um custo entre 17 e 30 bilhões de reais, desalojando cerca de 20 mil pessoas e atraindo para as obras cerca de 80 mil trabalhadores para produzir 11.233 MW de energia no tempo das cheias (4 meses) e somente 4 mil MW no resto do ano, para, por fim, transportá-la até 5 mil km de distância.
Esse gigantismo, típico de mentes tecnocráticas, beira a insensatez, pois, dada a crise ambiental global, todos recomendam obras menores, valorizando matrizes energéticas alternativas, baseadas na água, no vento, no sol e na biomassa. E tudo isso nós temos em abundância. Considerando as opiniões dos especialistas podemos dizer: a usina hidrelétrica de Monte Belo é tecnicamente desaconselhável, exageradamente cara, ecologicamente desastrosa, socialmente perversa, perturbadora da floresta amazônica e uma grave agressão ao sistema-Terra. 
Este projeto se caracteriza pelo desrespeito às dezenas de etnias indígenas que lá vivem há milhares de anos e que sequer foram ouvidas; desrespeito à floresta amazônica cuja vocação não é produzir energia elétrica mas bens e serviços naturais de grande valor econômico; desrespeito aos técnicos do IBAMA e a outras autoridades científicas contrárias a esse empreendimento; desrespeito à consciência ecológica que devido às ameaças que pesam sobre o sistema da vida pedem extremo cuidado com as florestas; desrespeito ao Bem Comum da Terra e da Humanidade, a nova centralidade das políticas mundiais.
Se houvesse um Tribunal Mundial de Crimes contra a Terra, como está sendo projetado por um grupo altamente qualificado que estuda a reinvenção da ONU sob a coordenação de Miguel d’Escoto, ex-presidente da Assembléia (2008-2009), seguramente os promotores da hidrelétrica de Belo Monte estariam na mira deste tribunal.
Ainda há tempo de frear a construção desta monstruosidade, porque há alternativas melhores. Não queremos que se realizem as palavras do bispo Dom Erwin Kräutler, defensor dos indígenas e contra Belo Monte: "Lula entrará na história como o grande depredador da Amazônia e o coveiro dos povos indígenas e ribeirinhos do Xingu". (Leonardo Boff)


Read More …

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...