.:: Êxtase da Deusa ::.

Memorial

* Navegue no interior do site pelas "palavras de toque" ou através do "Arquivo do blog".

"Mulheres em círculo para honrar seus ciclos; avançando fronteiras e tecendo redes."

Círculo Sagrado de Visões Femininas age em diversos níveis, são eles:

"Físico: " É comprovadamente cientifico que quando duas ou mais mulheres permanecem juntas em um mesmo espaço físico seus ciclos menstruais se auto-regulam. E, segundo as medicinas tradicionais, a mulher se oportuniza do processo de menstruação quando este ocorre nas fases MINGUANTE/NOVA, pois assim temos maior influência do SOL na TERRA e, desta forma, eliminamos mais e melhor. E, além disso, quando diversas mulheres estão juntas, o corpo aciona a produção de um hormônio chamado OCITOSINA, que causa sensação de felicidade e bem-estar. Menstruação regulada cura e nos ensina a viver ciclicamente, entendo que morrer é necessário, tanto quanto renascer e viver plenamente.

.::Emocional:: O CÍRCULO é um arquétipo igualitário, traz noção de pertencimento e de sacralidade à palavra, pois todas ao redor do centro estão à mesma distância, desta forma, não existe hierarquia. Cada palavra é ouvida. Cada batida de coração é sentida. Estar em Círculo CURA as feridas. Sana sem demora as mágoas e ressentimentos. Abre espaço no ventre e coração para a renovação e para realização plena.


.::Social::. Pretende gerar um grupo, ou Círculo de Mulheres que ocupe o vazio comunitário criado pelo capitalismo/pa iarcado. Fazendo circular e estimular o conhecimento e a partilha. Estimulando as mulheres a ocupar e a se manifestar em espaços públicos levando os pontos de vistas femininos.

.::Espiritual::. Em um local onde a mulher possa dar voz a sua essência, o espírito feminino se sente livre para se manifestar, proporcionando insigths, conexões com os arquétipos interiores e intuição mais apurada e visão de olhos de águia, além do alcance, dentro e fora da situação, mediando seus aspectos internos e a vivencia externa."

::Raiz do “Círculo Sagrado de Visões Femininas”::

 
SÃO PAULO/SP – Sabrina Alves
Endereço: Rua Natingui, 380 - Vila Madalena
(à pé, ao lado do metrô, desça pela rua Marinho Falcão)
Fone: (11)9614-2858 -  (11)9614-2858     
Contribuição: R$ 10,00
Tragam frutas p/ compartilhar e objetos para compor o altar.



IMPORTANTE A PONTUALIDADE!!!
Encontre a cidade mais próxima de você!


GUARDIÃS AUTORIZADAS!


.::BRASIL::.

::RIO DE JANEIRO/ RJ – Marcela Zaroni::
Endereço: Rua Voluntários da Pátria, 371- Sala:202 - Botafogo

Email/informações: shaktilalla@hotmail.com
Cel: (21) 85301340
Contribuição: R$ 10,00

::IMBÉ/RS - Camila Ceroni (Flora Zabella)::

Local: Rua Herval nº 2198, bairro Centro
Contribuição: R$5,00 + frutas e outros alimentos naturais, sucos, chás.
Email: florazabella@yahoo.com.br
Fone p/ contato: (51) 3627-5572 - (51) 3627-5572  -  9226-9556

::GOIÂNIA/GO - Heloisa Helena::

Local: Avenida República do Líbano nº 1136 Setor Aeroporto -
Núcleo de Yoga Arte e Corpo.
Contribuição: R$7,00 + frutas e/ou alimentos naturais, sucos, chás.
E-mail:heloisa_psico@hotmail.com
Fone:(62) 8106-9730- (62) 8106-9730

::SÃO LEOPOLDO/RS - Simone Alves::
Rua São Domingos, 991 - Centro/São Leopoldo
São Leopoldo/RS
Contibuição: R$10,00 + um lanchinho ou suco para compartilhar
Email:simonealves.evolucao@gmail.com
Fone: 51 9818 6280 - 51 9818 6280

:: FLORIANÓPOLIS/SC - Mariana Alba::
Local: Porto da Lagoa
Contribuição: R$5,00 + 1kg de alimento + frutas, bolos ou sucos para compartilhar
Podem trazer objetos de poder para limpeza e reforço da intenção dos mesmos.
E-mail: gaialuasol@hotmail.com
Fone de contato: 48 9917-7523 - 48 9917-7523 

::RECIFE/ PE - Terezinha Marques (Elora Gaya)::
Local: Rua do sossego nº 341, 1º andar,
bairro da Boa vista - Espaço Terapêutico Multidisciplinar.
Contribuição: R$7,00 + frutas e outros alimentos naturais, sucos, chás.
Email: teremarques84@yahoo.com.br
Fone p/ contato: (81) 8834-3542 - (81) 8834-3542/ 9786-1426

::CURITIBA/ PR – Karenn Missa Fujimatsu (Mirpa Nhusta Manta)::
Local:, Rua Machado de Assis, 322, Juvevê (esquina com Rocha Pombo).
Casinha do Ser - Espaço Terapêutico
Contribuição: R$ 10,00 + frutas ou outras gostosuras naturais
+sucos + objeto sagrado e de poder para
Email: nnerak@hotmail.com
Fone de contato: (41) 9992-5250 -(41) 9992-5250

::JUIZ DE FORA/ MG - Júlia Marina (Ma’Lika)::
Local: Rua São Mateus, 890 - Juiz de Fora (Espaço Kaula Yoga)
Telefone: (32) 8454-2337 -(32) 8454-2337     
Contribuição: R$ 10,00
O que pedir para as mulheres levarem: Frutas
Email: malika_yoga@hotmail.com

::UBERLANDIA/MG - ANA CAROLINA MAGRI::
Clã Irmandade de Gaia
Rua: Micheli Virno, 3263
Bairro: Custódio Pereira
Valor: 10,00 + suco ou lanchinho (sem carne) Para compartilhar
Traje: Saia ou vestido

::PORTO ALEGRE/RS – ANA PAULA ANDRADE::
LOCAL: ESPAÇO RAPA NUY
Rua Delfino Riet, 116 Bairro Santo Antônio
Porto Alegre/RS
Contato: (51) 98210643 -  (51) 98210643     
Email: ciccpaz@gmail.com


.::MUNDO::.

::PORTUGAL:: SINTRA - MARJORIE SÁ

Local: Rua da Fonte Velha 56
Rinchoa - Sintra (Dhaya Yoga)
TLM: 913319836
Email: marjoriefs@hotmail.com

::CHILE/Santiago - MARÍA JOSÉ MÉNDEZ

Centro de yoga y terapias complementarias Agni Yoga.
Dirección: La niña # 3025, Metro Colón. Las Condes.
E-mail: afloramujer@gmail.com
Teléfono celular: 8-1948487

::PERU/Urubamba/Cusco - Cristine Pastoris Muller – Takua::
Rumichaca Alta - Urubamba - Casa de la Tribu Holistica
(084)984248370
Email: takuacris@hotmail.com cristine@tribuholistica.com
Valor: 25 soles
Traer frutas o alimento vegetariano, agua mineral, para compartir.
Ofrendas (por ejemplo: hojas de coca, palo santo, agua florida, semillas, velas, ...)

 y objetos ceremoniales personales para consagración.


REPASSE ESSE CONVITE ÀS MULHERES DA SUA VIDA!
http://circulosagradodevisoesfemininas.blogspot.com/


ATENÇÃO:

Gostou das expressões e frases contidas nessa publicação,
se for usar, cite a fonte, Obrigada!
Read More …

Read More …


Ishtar2Lions2Owls"Chorem comigo, vocês filhas de Astarte, e todas vocês amorosas de Tamouz.
Ofereçam seu coração enternecido e façam surgir e correr lágrimas de sangue.
Pois Aquele que era feito de ouro e marfim já não existe.
Na floresta escura, o javali O apresou.
E suas presas penetraram-Lhe na carne.
Agora Ele jaz desfigurado sob as folhas do ano passado,
E suas pegadas não mais acordarão as sementes que dormem no fundo da Primavera.
Sua voz não mais virá com a aurora até a minha janela.
E deverei ficar para sempre sozinha.
Chorem comigo, filhas de Astarte, e todas vocês amorosas de Tamouz.
Pois meu Amado desapareceu de minha presença:
ele que falava como os rios;
Ele cuja voz e o tempo eram gêmeos;
Ele em cuja boca os rubros sofrimentos se tornavam suaves;
Ele em cujos lábios a bílis se transformava em mel.
Chorem comigo, filhas de Astarte, e amorosas de Tamouz.
Chorem comigo em torno do Seu ataúde como choram as estrelas.
E como as pétalas da lua caem sobre Seu corpo ferido.
Molhem com suas lágrimas as cobertas sedosas de meu leito,
Onde meu Amado um dia deitou-se em meus sonhos,
E se foi ao despertar.
Eu vos ordeno, filhas de Astarte, e todas as amorosas de Tamouz,
Descubram os seios, chorem e conformem-se,
Pois Jesus de Nazaré está morto."

Kahlil Gibram
"Jesus, o Filho do Homem"
Read More …

Read More …

Paulopes Weblog: Emancipação sexual se degenerou em pornografia, di...: "A revolução sexual dos anos 70 estabeleceu a liberdade de sexo, sobretudo às mulheres, porque os homens de certa maneira já a tinham. Mas el..."
Read More …

Este texto foi escrito pela "mujer sabia" e eco-feminista Mirella Faur, uma das precursoras do movimento de espiritualidade da Deusa no Brasil. Segundo esta lenda,  recontada por Mirella, entramos na 11 lunação, na "lua escura das folhas que caem", cujos ensinamentos são "D'Aquela que anda com firmeza" (matriarca da 11 lunação), período propício para focarmos em nosso intento com coragem e  de ter confiança nos desígnios divinos:
""Aquela que anda com firmeza" é a Mãe da inovação e da perseverança. Ela nos ensina o uso adequado da vontade e do poder para modificar as circunstancias da vida pela ação pessoal, sem depender dos outros para agir, afirmando nossa auto-estima e auto-suficiência.Esta lua, tem a dádiva de inspirar um mensageiro para os aspectos espirituais da vida. A adaptabilidade e a capacidade de viajar em silêncio em lugares de maiores medos.

Para aprender a focalizar as energias, a ser mais sensível a elas e a desenvolver habilidades de cura .
Esta Lua ensina sobre a força de transformar o seu mais íntimo ser, trazendo todas as lições que se tenha aprendido. Ensina sobre a extensão da própria energia, habilidade para criar mudanças, curiosidade, desejo de verdade, adaptabilidade, paciência, tenacidade, ambição , poder e a deixar nossa marca bem penetrante."



Leia sobre a lenda das matriarcas a seguir...

Tela "Grandmother Raven" - Helena Nelson-Reed

A Lenda das 13 Matriarcas

Texto de autoria de Mirella Faur
Extraído do livro " Anuário da Grande Mãe
 
(Postado no site Teia de Thea)

"Ao longo dos tempos, entre os Kiowa, Cherokee, Iroquois, Sêneca e em várias outras tribos nativas norte-americanas, as anciãs contavam e ensinava, nos "Conselhos de Mulheres" e nas "Tendas Lunares", as tradições herdadas de suas antepassadas. Dentre várias dessas lendas e histórias, sobressai a lenda das "Treze Mães das Tribos Originais", representando os princípios da energia feminina manifestados nos aspectos da Mãe Terra e da Vovó Lua.

Neste momento de profundas transformações humanas e planetárias, é importante que todas as mulheres conheçam este antigo legado para poderem se curar antes de tentarem curar e nutrir os outros. Dessa forma, as feridas da alma feminina não mais se manifestarão em atitudes hostis, separatistas, manipuladoras ou competitivas. Alcançando uma postura de equilíbrio, as mulheres poderão expressar as verdades milenares que representam, em vez de imitarem os modelos masculinos de agressão, competição, conquista ou domínio, mostrando, assim, ao mundo um exemplo de força equilibrada, se empenhando na construção de uma futura sociedade de parceria.

Como regentes das treze lunações, as Treze Matriarcas protegem a Mãe Terra e todos os seres vivos, seus atributos individuais sendo as dádivas trazidas por elas à Terra. O símbolo da Mãe Terra é a Tartaruga e seu casco, formado de treze segmentos, simboliza o calendário lunar.

Conta a lenda que, no início da no nosso planeta, havia abundância de alimentos e igualdade entre os sexos e as raças. Mas, aos poucos, a ganância pelo ouro levou à competição e à agressão, a violência resultante desviou a Terra de sua órbita, levando-a a cataclismos e mudanças climáticas. Em consequência, para que houvesse a purificação necessária do planeta, esse primeiro mundo foi destruído pelo fogo.


Assim, com o intuito de ajudar em um novo início e restabelecer o equilíbrio perdido, a Mãe Cósmica, manisfestada na Mãe Terra e na Vovó Lua, deu à humanidade um legado de amor, perdão e compaixão, resguardado no coração das mulheres. Para isso, treze partes do Todo representando as treze lunações de um ciclo solar e atributos de força, beleza, poder e mistério do Sagrado Feminino. Cada uma por si só e todas em conjunto, começaram a agir para devolver às mulheres a força do amor e o bálsamo do perdão e da compaixão que iriam redimir a humanidade. Essa promessa de perfeição e ascensão iria se manifestar em um novo mundo de paz e iluminação, quando os filhos da Terra teriam aprendido todas as lições e alcançado a sabedoria.

Cada Matriarca detinha no seu coração o conhecimento e a visão e no seu ventre a capacidade de gerar os sonhos. Na Terra, elas formaram um conselho chamado "A Casa da Tartaruga" e, quando voltaram para o interior da Terra, deixaram em seu lugar treze crânios de cristal, contendo toda a sabedoria por elas alcançada. Por meio dos laços de sangue dos ciclos lunares, as Matriarcas criaram uma Irmandade que une todas as mulheres e visa a cura da Terra, começando com a cura das pessoas. Cada uma das Matriarcas detém uma parte da verdade representada, simbolicamente, em uma das treze ancestrais, as mulheres atuais podem recuperar sua força interior, desenvolver seus dons, realizar seus sonhos, compartilhar sua sabedoria e trabalhar em conjunto para curar e beneficiar a humanidade e a Mãe Terra.
Somente curando a si mesmas é que as mulheres poderão curar os outros e educar melhor as futuras gerações, corrigindo, assim, os padrões familiares corrompidos. Apenas honrando seus corpos, suas mentes e suas necessidades emocionais, as mulheres terão condições de realizar seus sonhos.

Falando suas verdades e agindo com amor, as mulheres atuais poderão contribuir para recriar a paz e o respeito entre todos os seres, restabelecendo, assim, a harmonia e a igualdade originais, bem como o equilíbrio na Terra.
      Arte de  Sophie Jane Bridle

1.Primeira Lunação
 Plenilúnio em Câncer
    Lua da renovação da terra
    (Sol em Capricórnio)

"Aquela que fala com todos os seres", a guardiã do aprendizado da verdade, do tempo e das estações. Ela nos ensina nosso parentesco com todos os seres da criação e a necessidade de honrar a verdade de cada ser. respeitando os direitos de todas as formas de vida e abrindo o coração. Sua sabedoria esta na sintonia com os ritmos da vida e no uso dos quatro elementos para alcançar o equilíbrio. !

Esta Lua convida para um tempo de descanso e renovação. Ela não permite transparecer as emoções, mas sinaliza para interiorizar e descansar. Refletir as ações do passado, preparando-se para o futuro. Os nascidos nesta lua devem prevenirem-se para não ficarem bloqueados, perfeccionistas e para arrumar tempo para lazer. Ela pede para ser adaptável, flexível, prudente, correto na conduta.

Em Câncer, a Lua Cheia, senta-se no seu trono. Câncer é o signo da maternidade, e esta fase simboliza trazer ao mundo uma criança saudável. A energia é predominantemente feminina, fértil, uma Lua Cheia no auge. Favorece o crescimento dos frutos, vegetais, flores ou projetos. A Lua mais indicada para trabalhar as emoções. Nos convida para um tempo de descanso e renovação. Para refletir as ações do passado, preparando-se para o futuro. Esta é a posição para um potencial de grande poder, nos ensina a ser fluidos, mas corretos na conduta bem como tão claros, adaptáveis, prudentes e sábios.

Esta Lua Cheia afasta influencias antigas, nutre nossa criança interior, reavalia temas antigos, descarta o que não nos serve mais, harmoniza a vida familiar.

2.Segunda Lunação
Plenilúnio em Leão
(Sol em Aquário)

E a guardiã da sabedoria, a guardiã das tradições sagradas e da memória planetária. Ela nos ensina a encontrar a sabedoria, tornando-nos receptivos aos pontos de vista dos outros e aprendendo com as experiências alheias. Aceitando a verdade e o espaço sagrado de cada ser expandimos a noção da família planetária e reafirmamos nossos laços com todos nossos irmãos de criação.
 Esta lua tem a dádiva de fazer o coração ficar leve e ser brincalhão . Você pode realmente gostar de outras pessoas e de você mesmo. Ser humanitário. Também para a purificação..
Inspira a aperfeiçoar a comunicação, desenvolver o intelecto a transmitir mensagens de forma gentil e harmoniosa. Expande o poder intuitivo traz recordações de vidas passadas . Esta Lua ajuda a desenvolver habilidades psíquicas e para descobrir o aspecto corajoso e humanitário de nosso próprio ser.

3.Terceira Lunação
Plenilúnio em Virgem
Lua das Sementes
(Sol em Peixes)

E "Aquela que avalia a verdade", a guardiã da justiça que ensina os princípios da Lei Divina, a lei da ação e reação, o reconhecimento de nossa força e a aceitação de nossa fraqueza, mostrando-nos como avaliar as situações com imparcialidade, aceitando a verdade sem ferir ninguém.  Energia propícia ao plantio de novas sementes em nossa vida, flexibilidade, cura, percepção e aceitação.

Traz a dádiva natural de habilidades curativas e psíquicas. Para aprender sobre sensibilidade profunda e a descobrir o próprio poder natural, sobre os mistérios da vida e a necessidade de estabelecer um território seguro. Inspira a acessar poderes de fora do mundo ordinário, a expandir o dom natural para os mistérios da vida e do Universo.

Esta é também uma lua de mistério. Pede mudanças rápidas, e preparação para tempos de crescimento. Intensifica lado inquieto da natureza, aumenta a habilidade para lidar com energias próprias. Sua dádiva de pureza ajuda a ter pureza espiritual

4.Quarta Lunação
Plenilúnio em Libra
    Lua das Arvores que Crescem
    (Sol em Áries)

E "Aquela que vê longe", a guardiã dos sonhos. Ela nos ensina a usar a forca de nossos pensamentos e sentimentos para alcançar os resultados almejados. Ela também nos mostra o valor de nossos sonhos e nos guia para us armo s nossa habilidade no descobrimento e desenvolvimento de nosso potencial pessoal.

Esta lua tem a dádiva da liderança, da clareza de visão e adaptabilidade. Para aprender a temperar as energias de fogo, criar raízes e voar.

Esta Lua convida a encontrar meios de evolução pessoal para si e para os outro. Ensina sobre energia, intensidade, destemor. Ensina a canalizar energia, conter emoções e a ser pacientes com os outros. A temperar a energia que o fogo dá, para que o fogo interior possa trazer calor e luz para tudo o que e entrar em contato.
Energia propícia para renovação e crescimento

5.Quinta Lunação
Plenilúnio em Escorpião
Lua das Flores e do Retorno dos Sapos
    (Sol em Touro)


E "Aquela que ouve", a guardiã do silencio. Seu ensinamento é silenciar para ouvir as mensagens do nosso interior, da natureza, dos Mestres, do Criador Encontraremos, assim, a calma e a paz necessárias para avaliar, ordenar e transformar nossa vida
Esta lua tem a dádiva de poder tornar agradáveis os ambientes, de cada um se auto-sustentar e sustentar os outros: a estabilidade.

Esta lua o encorajao para irem além do plano material a buscar qualquer iluminação espiritual que puder encontrar.
Ensina sobre perseverança, paciência, estabilidade e praticidade. Inspira a colocar a própria casa em ordem, para que possa ter um lugar tranqüilo e de contentamento.

6.Sexta Lunação
Plenilúnio em Sagitário
Lua dos Cavalos
(Sol em Gêmeos)

E "A Contadora de Historias" que, por meio de seus contos, ensina o relacionamento correto com nossos irmãos de criação, como usar o humor para afastar os medos, como equilibrar o sagrado e o profano e preservar a tradição oral de nossos ancestrais. A Energia propícia recolhimento e equilíbrio dos instintos, direcionamentos das energias, centramento.
Esta lua traz a dádiva das habilidades de cura se aprender a desenvolve-la. Para adquirir habilidades em qualquer área que queira trabalhar, aprender sobre a própria beleza , dos outros e do meio ambiente.

Esta Lua ensina sobre as próprias habilidades, a serem mais sensitivo, mais veloz, e apreciar a beleza em todas as suas formas. Revela forças e as fraquezas que vem da energia vital.

7.Sétima Lunação
Plenilúnio em Capricórnio
    Lua da Luz Forte e da Benção
    (Sol em Câncer )

E "Aquela que ama todas as coisas", a guardiã do amor incondicional. Ela ensina o amor e a compaixão em todas as manifestações da vida. Amar o self sem restrições, quebrar os padrões impostos de dependências, ajudara nossa criança a interior a aceitar e dar amor, curando as feridas do passado.
Esta lua tem a dádiva da intuição e inspira a ser amante da família. Para aprender sobre a importância das relações e a necessidade de um lar forte.

Esta Lua educa sobre a lei dos relacionamentos e sobre a família. Ela ensina sobre as necessidades de dar e receber amor. De seguir as próprias percepções e intuições, para aprender sobre o próprio sentido de segurança e encontrar uma direção espiritual que ajude a canalizar as energias da vida que sempre fluem através de todos nós.

8.Oitava Lunação
Plenilúnio em Aquário
Lua dos Frutos Maduros
(Sol em Leão)

E "Aquela que cura", a guardiã das artes curativas e dos ritos de passagem. Ela mostra a humanidade que cada ato da vida e um passo no caminho da cura. Abrindo mão dos julgamentos e condicionamentos do passado, seremos capazes de curar o medo do futuro e lniciar um novo ciclo por meio de um rito de passagem.

Energia propícia fortalecimento do valor absoluto, interação, iniciar novo ciclo.
Esta lua tem a dádiva de saber demonstrar afeição e de encarar temores. Deve aprender que o coração é a fonte de sua força e desenvolver habilidades de liderança.

Esta Lua ensina como a trabalhar o centro do coração, como demonstrar afeição, como encarar os medos, e como desenvolver habilidades de liderança. Ajuda a desenvolver a coragem e o poder.



9.Nona Lunação
 Plenilúnio em Peixes
Lua da Colheita
(Sol em Virgem)
E "A Mulher do Sol Poente", a guardiã das gerações futuras. Ela nos ensina a encontrar a verdade pessoal, encarando o futuro sem medo e manifestando nossas visões na Terra. Somos responsáveis pelas próximas sete gerações e não devemos lhes deixar um legado negativo, doentio ou fragmentado.

Esta lua tem a dádiva de tomar decisões justas, da perseverança e da habilidade para analisar . Poderá aprender os conceitos do dever e do trabalho, e adquirir bom senso e confiança.

Esta Lua ensina sobre justiça, discriminação, habilidades de raciocínio e análise.
Ensina a equilibrar suas próprias energias espirituais e físicas, dá habilidades para penetrar em regiões secretas do coração e da alma, e despertar a curiosidade

Energia propícia fertilidade, prosperidade, preparação para o futuro.
 
10.Décima Lunação
Plenilúnio em Áries
Lua do Vôo
(Sol em Libra)

E "Aquela que tece a teia", a guardiã da força criativa que nos ensina a desenvolver nossas habilidades, destruindo as limita,coes, saindo da estagnação e materializando nossos sonhos. Nossa criatividade e determinada por nossa capacidade de sonhar e usar nossa imaginação
Esta lua, tem a dádiva do equilíbrio e da harmonia, e de como entender as mensagens de seu coração, através de sua introspecção e força. Para aprender realmente o que é equilíbrio, mesmo que necessite sentir desconforto para fazer isso.

Esta lua ensina sobre os paradoxos da própria vida, de uma maneira mais direta e intensa, pela própria experimentação. Ensina a mostrar a afeição fícsica e como se sentir confortável, tanto no Céu como na Terra, e a compreensão dos relacionamentos com grupos.

Energia propícia avaliação para o equilibrio e a harmonia, descoberta e a libertação.

11.Décima Primeira Lunação
Plenilúnio em Touro
Lua Escura das Folhas que Caem
(Sol em Escorpião)

E "Aquela que anda com firmeza", a Mãe da inovação e da perseverança. Ela nos ensina o uso adequado da vontade e do poder para modificar as circunstancias da vida pela ação pessoal, sem depender dos outros para agir, afirmando nossa auto-estima e auto-suficiência.Esta lua, tem a dádiva de inspirar um mensageiro para os aspectos espirituais da vida. A adaptabilidade e a capacidade de viajar em silêncio em lugares de maiores medos.

Para aprender a focalizar as energias, a ser mais sensível a elas e a desenvolver habilidades de cura .
Esta Lua ensina sobre a força de transformar o seu mais íntimo ser, trazendo todas as lições que se tenha aprendido. Ensina sobre a extensão da própria energia, habilidade para criar mudanças, curiosidade, desejo de verdade, adaptabilidade, paciência, tenacidade, ambição , poder e a deixar nossa marca bem penetrante.

12.Décima Segunda Lunação
Plenilúnio em Gêmeos
Lua dos Dias Sagrados
(Sol em Sagitário)

E "Aquela que agradece as dadivas", que nos ensina a agradecer por tudo que recebemos na vida, abrindo, assim, espaco para a futura abundancia. Não importam quais sejam as dificuldades ou desafios que enfrentamos, devemos agradecer por essas oportunidades que nos permitem desenvolver e revelar nossa força interior. Como a "Mãe da Abundancia", ela nos mostra o valor do dar para receber.
Esta Lua inspira a receber e a transmitir conhecimentos ancestrais, para meditar nos próprios dons, enxergar a vida com mais clareza. Permita que esta energia do Universo venha energizar os seus dons e assim poderá ter acesso, como um aparelho dos grandes poderes do Universo.

Esta Lua convida para um tempo de descanso e renovação. Ela não permite transparecer as emoções, mas sinaliza para interiorizar e descansar. Refletir as ações do passado, preparando-se para o futuro. Os nascidos nesta lua devem prevenirem-se para não ficarem bloqueados, perfeccionistas e para arrumar tempo para lazer. Ela pede para ser adaptável, flexível, prudente, correto na conduta.
Para trabalhar a concentração, pois pode gerar dispersão. Para trabalhar a comunicação consigo mesmo, o auto conhecimento, buscar o Eu Superior. Favorece a comunicação, o bom uso da palavra, energia para adatar-se às mais diversas situações. Saber também a hora certa de calar, de ouvir e de falar.

Para curar as más palavras que usamos contra nós mesmo, as limitações que nos impomos através da palavra. Trabalhar as afirmações positivas e curar suas programações negativas através delas. Para que façamos um balanço entre aquilo que falamos com aquilo que o nosso coração realmente sente. Sabermos honrar os compromissos feitos através da nossa palavra, da nossa comunicação.


13.Décima Terceira Lunação
A Lua Azul

O que é Lua Azul?
Chama-se Lua Azul a segunda lua cheia num mesmo mês do calendário gregoriano ou a Lua Cheia do décimo terceiro ciclo de lunação, fechando o ano solar.

 Lua Azul é regida pela Matriarca da 13 Lunação

Ela é “aquela que se torna a visão”, a guardiã de todos os ciclos de transformação, a mãe das mudanças. Esta Matriarca nos ensina a importância de seguir nosso caminho sem nos deixar desviar por ilusões que possam vir a interferir em nossas visões. Cada vez que nos transformamos, realizando nossas visões, uma nova pespectiva e compreensão se abre, permitindo-nos alcançar outro nível na eterna espiral da evolução do espírito. A última visão a ser alcançada é a decisão de simplesmente SER. Sendo tudo e sendo nada, eliminamos os rótulos e definições que limitam nossa plenitude.

“Com o surgimento do calendário Juliano, no início do cristianismo, o culto à Lua Azul passou a ser reprimido por ser considerado uma exacerbação da simbologia lunar, do poder feminino e do culto às Deusas, assuntos perseguidos e proibidos. Mesmo assim, permaneceu sua aura romântica e poética e a Lua Azul passou a ser associada à crença de que era propícia ao romance e ao encontro de parceiros. Surgiu o termo inglês blue moon, significando algo muito raro, impossível, dando origem a inúmeras músicas e poemas melancólicos ou esperançosos”.
Read More …

Círculo Sagrado de Visões Femininas
Lua nova de novembro/2010


"Porquê a criatividade na autenticidade é a medicina que me alimenta e sustenta!


No amor e em agradecimento a grande possibilidade de sacralizar minha essência.
Honra e respeito ao espírito individual que move vocês ao encontro do espírito do grupo....
Eu Mulher, aqui e agora, inteira! "
Sabrina Alves
Clã dos Ciclos Sagrados
"Mulheres em círculo para honrar seus ciclos;
avançando fronteiras e tecendo redes."
(Clique na imagem para ampliá-la)

 
Círculo Sagrado de Visões Femininas age em diversos níveis, são eles:

 

Físico: " É comprovadamente cientifico que quando duas ou mais mulheres permanecem juntas em um mesmo espaço físico seus ciclos menstruais se auto-regulam. E, segundo as medicinas tradicionais, a mulher se oportuniza do processo de menstruação quando este ocorre nas fases MINGUANTE/NOVA, pois assim temos maior influência do SOL na TERRA e, desta forma, eliminamos mais e melhor. E, além disso, quando diversas mulheres estão juntas, o corpo aciona a produção de um hormônio chamado OCITOSINA, que causa sensação de felicidade e bem-estar. Menstruação regulada cura e nos ensina a viver ciclicamente, entendo que morrer é necessário, tanto quanto renascer e viver plenamente.

.::Emocional:: O CÍRCULO é um arquétipo igualitário, traz noção de pertencimento e de sacralidade à palavra, pois todas ao redor do centro estão à mesma distância, desta forma, não existe hierarquia. Cada palavra é ouvida. Cada batida de coração é sentida. Estar em Círculo CURA as feridas. Sana sem demora as mágoas e ressentimentos. Abre espaço no ventre e coração para a renovação e para realização plena.

 

.::Social::. Pretende gerar um grupo, ou Círculo de Mulheres que ocupe o vazio comunitário criado pelo capitalismo/pa iarcado. Fazendo circular e estimular o conhecimento e a partilha. Estimulando as mulheres a ocupar e a se manifestar em espaços públicos levando os pontos de vistas femininos.

.::Espiritual::. Em um local onde a mulher possa dar voz a sua essência, o espírito feminino se sente livre para se manifestar, proporcionando insigths, conexões com os arquétipos interiores e intuição mais apurada e visão de olhos de águia, além do alcance, dentro e fora da situação, mediando seus aspectos internos e a vivencia externa."
end_of_the_skype_highlighting

IMPORTANTE A PONTUALIDADE!!!
Encontro do Rio de Janeiro ::RIO DE JANEIRO/ RJ – Guardiã: Marcela Zaroni::

Endereço: Rua Voluntários da Pátria, 371, sala:202 - Botafogo
Fone: Casa: (21) 33923502//Cel: (21) 85301340//Trabalho: (21) 25350044
Email: shaktilalla@hotmail.com
Contribuição: R$ 10,00
  

 Encontre a cidade mais próxima de você!



.::Calendário 2010::.
 
NOVEMBRO: dia 06, sábado, às 18hs
DEZEMBRO: dia 05, domingo, às 18hs
.::Calendário 2011::.

JANEIRO: 04, TERÇA-FEIRA, AS 20HS
FEVEREIRO: 03, QUARTA-FEIRA, AS 20HS
MARÇO: 04, SEXTA-FEIRA , AS 20HS
ABRIL: 03, DOMINGO, AS 18HS
MAIO: 03, TERÇA-FEIRA, AS 20HS
JUNHO: 01, QUARTA-FEIRA, AS 20HS
JULHO: 01, SEXTA-FEIRA, AS 20HS.
Read More …

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

"Eva mitocondrial é o nome pelo qual é conhecido o ancestral comum mais recente (MRCA, do inglês Most Recent Common Ancestor) matrilineal de todos os seres humanos vivos na actualidade. O seu DNA mitocondrial (mtDNA) foi passado de geração em geração e está agora presente em todas as pessoas. Todo o mtDNA em todas as pessoas do mundo é derivado do mtDNA da Eva mitocondrial. É a contraparte do Adão-Y, o MRCA patrilinear, embora tenham vivido em alturas diferentes. Em 1986, pesquisadores da Universidade da Califórnia concluíram que todos os humanos eram descendentes de uma única mulher que viveu na África há cerca de 150 mil anos, que denominaram de Eva Mitocondrial.[1] Eles se basearam na análise do DNA retirado das mitocôndrias, que difere do DNA do núcleo da célula e é transmitido apenas pela linhagem feminina. Ele sofre mutações em rápidas proporções.

Comparando o DNA mitocondrial de mulheres de vários grupos étnicos, eles puderam estimar quanto tempo se passou para que cada grupo assumisse características distintas a partir de um ancestral comum. De fato, eles construíram uma árvore genealógica para o gênero humano, na base da qual estava a Eva Mitocondrial, a grande avó de todos os humanos. Isto não significa que ela foi a única mulher existente em sua época, mas que foi a única que produziu uma linhagem direta de descendentes por linha feminina que persiste até a presente data.

Descobertas recentes, contudo, revelaram que o DNA mitocondrial pode estar a sofrer mutações muito mais rápido do que se pensava anteriormente[2]. Outros estudos mostram mutações cerca de 20 vezes mais rápido do que se esperava[3].

 Descendência por linhagens mitocondriais

Sabemos de Eva a causa das mitocôndrias (um orgânulo celular) que só se passam da mãe à prole. Cada mitocôndria contém ADN mitocondrial e a comparação das sequências deste ADN revela uma filogenia molecular.

A Eva mitocondrial recebe seu nome da Eva que é relatada no livro de Gênesis da Bíblia. Isto tem levado a alguns mal entendidos entre o público geral. Um erro comum é crer que Eva foi o único ancestral feminino vivendo em seu tempo. É muito provável que muitas mulheres anteriores a Eva e também muitas pertencentes àquela época, haviam tido descendência até certo momento no passado. Entretanto, somente a Eva mitocondrial produziu uma linhagem completa de filhas mulheres até nossos tempos; pelo que é o ancestral feminino do qual provém toda a população atual.

O fundamento da linhagem da Eva mitocondrial, é que ao revisar a árvore genealógica de todos os seres humanos que vivem na atualidade (através da genética), segue-se uma linha de cada individuo a sua mãe, e se estas linhas são contínuas desde cada uma dessas mães a suas respectivas mães, se estará retrocedendo no tempo e todas as linhas convergirão em um ponto em que todas as filhas compartilham a mesma mãe. Neste seguimento, quanto mais se retroceda no tempo, menos linhagens restarão até que fique só uma; a qual corresponderia à Eva mitocondrial.

Por ela, quanto menor é uma população, mais rapidamente converge o ADN mitocondrial; as migrações de pequenos grupos de pessoas derivam (Deriva genética) logo de umas poucas gerações até um ADN mitocondrial comum. Isto serve como sustentação à teoria da origem comum. Esta teoria planteia que os seres humanos modernos (Homo sapiens) se originaram na África entre 100 e 200 mil anos atrás.
"

Mais:
Read More …

Corpos de Consumo
*Rose Marie Muraro e **Maria Tereza Maldonado

"Desde que começamos a trabalhar com mulheres, a pergunta básica que nunca deixou de ser a mesma é sobre o tratamento da mídia a respeito do corpo feminino. Agora, contudo, devido ao avanço da  tecnologia, a coisa está se tornando mais grave. O consumo não é mais sobre a forma física da mulher, que é sempre jovem, magra e bela, mas sobre seus laços mais profundos.

Sites americanos e brasileiros apresentam o “pacote de cirurgia pós-parto”: lipoaspiração para retirada das gordurinhas extras, correção da vulva e dos seios, tudo para consertar o “estrago” que a gravidez faz no corpo da mulher. Alguns médicos, mais sensatos, recomendam alguns meses de espera, para que a própria fisiologia se encarregue de fazer boa parte do trabalho, mas outros vendem a idéia de “aproveitar a oportunidade do parto” e cuidar de recuperar rapidamente a autoestima supostamente perdida com a “deformação” provocada pelo feto. O vínculo amoroso imprescindível com o bebê, a intimidade da amamentação, a importância dos primeiros dias e semanas após o parto para incluir o bebê na família deixaram de ser a prioridade? Sim. Para a sociedade de consumo, nem o corpo da mulher, nem o da criança, nem o do homem são prioridades. A prioridade única e exclusiva é o lucro. O lucro vale mais do que a vida humana, mesmo desde o embrião.

No depoimento de algumas mulheres motivadas a comprar o “pacote” os argumentos giravam em torno de garantir a permanência do desejo do marido, preservar a boa imagem no ambiente de trabalho, destacar a importância do corpo perfeito. E agora perguntamos: vale a pena ficar com um companheiro que só nos quer se estivermos “com tudo em cima”? O consumo também engole os valores mais profundos do amor. Em conversa com uma moça na faixa dos 20 anos, vimos a insegurança de ir para a cama com o namorado sem estar perfeitamente depilada. Este, por sua vez, também depila os pelos do peito: não é à toa que cresce o nicho das clínicas de depilação. Será que o desejo ficou tão vulnerável à estética, tão volátil que desaparece sem os devidos cremes, as horas de ginástica nas academias e os tratamentos de beleza para corrigir as imperfeições? É isso que se faz com a juventude. Ao invés de aumentar a auto-estima, o “modelo perfeito” de homens e mulheres só faz com que esta diminua e seja substituída por um mal-estar subjacente que desde a juventude persegue homens e mulheres a respeito de sua imagem até o fim da vida. Porque é impossível para o ser humano médio competir com os padrões de beleza que vêem nas revistas, nos filmes e nas novelas de televisão. O fato se agrava cada vez mais à medida que a mulher vai amadurecendo.

Na maioria dos países desenvolvidos, os anos de vida útil aumentam cada vez mais e cada vez mais se faz uma publicidade para a beleza amadurecida. No Brasil, as companhias de cosmético não conseguem furar a barreira do preconceito da eterna juventude afim de criar uma “juventude” interna que não se desgasta com o correr dos anos.

Em meio a intensas dores e desconforto de uma plástica de abdome para tirar a barriguinha que ficou mal na foto, uma mulher de meia-idade pensa na calça jeans  e nos vestidos de malha que conseguirá usar depois de atravessar a via-crucis do pós-cirúrgico e das várias limitações à sua mobilidade nas primeiras semanas. Qual o verdadeiro sentido desse sofrimento auto-imposto?

O amor, o desejo, a ternura e a cumplicidade podem existir entre pessoas com corpos imperfeitos. Ao contrário do que a mídia apregoa, quanto mais maduros homens e mulheres, mais profundas se tornam suas relações, mais independente de estereótipos e mais prazerosas, de um prazer inabalável, senão fosse o bombardeio midiático de que a velhice é uma doença e não uma plenitude.

Para onde nos leva o capital/dinheiro? São inaceitáveis as marcas (e os marcos) do tempo no corpo? É imoral envelhecer? O pior é que não é só o corpo que o capital/dinheiro destrói. Ele destrói também a capacidade de homens e mulheres de aprofundarem a sua relação com a realidade, justamente porque destrói o corpo. Destruir o corpo real e substituí-lo por um corpo de consumo é também substituir a “realidade real” por uma “realidade de consumo”, que inclui uma economia e uma política de consumo que, em última instância, está tendendo a destruir a própria espécie humana (a partir do desequilíbrio climático pelo excesso de consumo). Para não encarar o amadurecimento e a morte estamos encarando, como espécie, uma futura e muito provável morte não aceita de todos nós. Este é o preço que, quer queiramos quer não, já estamos pagando pelo consumo irracional de uns poucos."

______________________________________________________________

Esta Blogagem coletiva visa homenagear uma das patronas feministas mais influentes destas ultimas décadas., qye fará 80 anos no dia 11 de novembro. Poste também sua homenagem a esta grande intelectual e militante do nosso país!

*Rose Marie Muraro (Lei 11.261 de 30/12/2005), 75, é uma intelectual e feminista brasileira, escritora e editora . Escreveu 35 livros que venderam mais de 500 mil exemplares e editou 1.600 livros em toda a sua carreira. Nasceu praticamente cega, sua personalidade singular deu-lhe força e determinação suficientes para tornar-se uma das mais brilhantes intelectuais de nosso tempo. Formada em Física e Economia, esta escritora e editora publicou diversos livros polêmicos, contestadores e inovadores do ponto de vista dos valores sociais modernos. Nos anos 70, foi uma das pioneiras do movimento feminista no Brasil. Nos anos 80, quando a Igreja adotou uma postura mais conservadora, passou a ser perseguida por seus ideais. Sua atuação intensa no mercado editorial é fruto de uma mente libertária cuja visão atenta da sociedade pode ser comparada a de muito poucos intelectuais da atualidade. Suas idéias refletem-se na vida pessoal desta mulher notável; há pouco tempo, Rose Marie Muraro desafiou seus próprios limites quando, aos 66 anos, recuperou a visão com uma cirurgia e viu seu rosto pela primeira vez. "Sei hoje que sou uma mulher muito bonita." E-mail: rosemuraro@uol.com.br

**Maria Tereza Maldonado, 58, é psicóloga clínica com mais de 30 livros publicados
com a tiragem total de mais de um milhão de exemplares.

Site:
http://rosemuraro.com.br/gpage1.html
Read More …

" Não restam dúvidas, o ser humano evolui muito e continua evoluindo em vários segmentos. Na ciência, por exemplo, a sua evolução é incontestável.
Na ciência médica, no tocante aos grandes avanços tecnológicos, temos tido vitórias grandiosas, principalmente nos meios de diagnóstico e cura de algumas doenças.
Sentimos, no entanto, poucos avanços na área da psicologia, principalmente um melhor aprimoramento neste segmento e a sua importância no curso médico, afinal somos só corpo? E a nossa mente? E o controle das nossas emoções? 
(...)

Nunca se teve tanto câncer de mama como nos últimos 50 anos e nunca se evoluiu tanto na ciência médica como nos últimos 50 anos.

Campanhas nos diversos meios de comunicação bancada por diversas entidades alertam as mulheres para fazerem o auto exame das mamas e contam com o entusiasmo dos mastologistas e clinicas de mamografias para que, anualmente façam mamografias.
Afinal, o que causa o câncer de mama?Porque, com tanto avanço, novas drogas quimioterápicas e modernos equipamentos de radioterapia e este câncer na sua grande maioria retorna?
O mais importante é diagnosticar e tentar um tratamento mutilante e extremamente caro ou investir contra a principal causa deste mal tão temido? 

O câncer de mama como a maioria dos cânceres tem sua origem no descontrole das emoções.
É portanto uma doença de base emocional.
A ciência e os médicos têm que evoluírem por este caminho, estudando cada vez mais o emocional do indivíduo, o seu interior. 
É a mama a referência principal na sexualidade feminina é o seu ponto de referência na conquista, sedução. 
Antes, era a mama uma gandula para amamentar e preservar a espécie.
Evoluímos e mudamos o nosso padrão de beleza, passamos a valorizá-la como marco da sedução.
Mas, este marco , como qualquer um, sofre as marcas do tempo, tornam-se flácidos e deixam com o passar da normalidade do tempo, de ter o esplendor e brilho sedutor. 
Que faz a mulher, quando o seu referencial de sedução deixa de brilhar? 
As que podem, recorrem à cirurgia plástica, mesmo assim o tempo vence e, elas se escondem, já não usam roupas decotadas, se despem no escuro e tentam amar e serem amadas na penumbra. 
Ter vergonha de si mesma é rejeitar-se, anular-se, envergonhar-se, é triste. 
Uma alteração celular que venha a desenvolver um câncer não depende de um só fator, mas, a falta de controle emocional que é a mesma coisa de falta de conhecimento da sua potencialidade é o maior agente cancerígeno que podemos constatar. 
Muito mais importante do que os avanços e conquistas na ciência médica é a descoberta da potencialidade interior do ser humano."

Fonte:
Matéria publicada pelo C&Cia, para melhorar seu namoro, noivado, casamento, casamentos e ajudar as noivas e casais.

Leia mais a respeito no artigo:
"Câncer de mama e sofrimento psicológico: aspectos relacionados ao feminino"
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-73722008000200005
" Câncer de Mama
A segunda causa morte no Brasil entre as mulheres."

http://www.saudevidaonline.com.br/cmama.htm
 
http://www.mulherconsciente.com.br
Read More …

Círculo Sagrado de Visões Femininas -
Lua nova de Outubro - 07/10 - quinta-feira - 20h


"Simultaneamente, mulheres de diversos estados brasileiros e países de língua espânica e portuguesa, reúnem-se em círculos de iguais e ecumênicos, sempre ao PRIMEIRO dia de Lua Nova para celebrar , fortalecer, expressar plenamente suas formas, curar seus ciclos hormonais e regular sua menstruação/fertilidade pelo Círculo Sagrado de Visões Femininas. Este trabalho apesar de inicialmente ter sido ancorado pelo projeto CLA DOS CICLOS SAGRADOS, sob à coordenação de Sabrina Alves em São Paulo , expande suas teias em forma de gratidão e comunhão à Grande Mãe orientando outras mulheres de forma gratuita de outros estados do Brasil e países de lingua espanhola e portuguesa a canalizarem esta energia pelo poder da união e da sincronicidade.

Conecta outras mulheres para trazerem, em forma de ação, esta energia de UNIÃO entre nós e as forças universais de purificação expressas pela LUA NOVA. Uma experiência de resgate simbólico da energia ancestral coletiva feminina onde mulheres em meio a agitação das cidades, guiadas por suas próprias crenças, perpetuam sua linhagem feminina por meio da sacralidade de seus corpos."

Nosso momento é agora!
Está Feito!

Com amor Sabrina Alves


Círculo Sagrado de Visões Femininas 
Encontro do RIO DE JANEIRO/ RJ

::Guardiã: Marcela Zaroni (Shakti Lalla)::

Informações:
Cel: (21) 85301340

Onde?
Botafogo-RJ - Espaço Mahayogini
R.Voluntários da Pátria, 371, sala:202

Quando?dia 07 de outubro, quinta-feira, às 20hs


O que devo levar?
Um lanche para ser compartilhado (bebida e comidinhas),
um objeto que simbolize a conexão com o feminino,
oráculos, instrumentos musicais, inspiração, histórias, experiências (...)

Colaboração:
R$10,00
( taxa de manutenção do espaço)



Círculo Sagrado de Visões Femininas age em diversos níveis, são eles:

"Físico: É comprovadamente cientifico que quando duas ou mais mulheres permanecem juntas em um mesmo espaço físico seus ciclos menstruais se auto-regulam. E, segundo as medicinas tradicionais, a mulher se oportuniza do processo de menstruação quando este ocorre nas fases MINGUANTE/NOVA, pois assim temos maior influência do SOL na TERRA e, desta forma, eliminamos mais e melhor. E, além disso, quando diversas mulheres estão juntas, o corpo aciona a produção de um hormônio chamado OCITOSINA, que causa sensação de felicidade e bem-estar. Menstruação regulada cura e nos ensina a viver ciclicamente, entendo que morrer é necessário, tanto quanto renascer e viver plenamente.

Emocional: O CÍRCULO é um arquétipo igualitário, traz noção de pertencimento e de sacralidade à palavra, pois todas ao redor do centro estão à mesma distância, desta forma, não existe hierarquia. Cada palavra é ouvida. Cada batida de coração é sentida. Estar em Círculo CURA as feridas. Sana sem demora as mágoas e ressentimentos. Abre espaço no ventre e coração para a renovação e para realização plena.

Social: Pretende gerar um grupo, ou Círculo de Mulheres que ocupe o vazio comunitário criado pelo capitalismo/pa iarcado. Fazendo circular e estimular o conhecimento e a partilha. Estimulando as mulheres a ocupar e a se manifestar em espaços públicos levando os pontos de vistas femininos.

Espiritual: Em um local onde a mulher possa dar voz a sua essência, o espírito feminino se sente livre para se manifestar, proporcionando insigths, conexões com os arquétipos interiores e intuição mais apurada e visão de olhos de águia, além do alcance, dentro e fora da situação, mediando seus aspectos internos e a vivencia externa."


(Texto de Sabrina Alves - Coordenadora do projeto Círculo Sagrado de Vsiões Femininas)


Agenda do CSVF para o Ano/2010:

OUTUBRO: dia 07, quinta-feira, às 20hs
NOVEMBRO: dia 06, sábado, às 18hs
DEZEMBRO: dia 05, domingo, às 18hs



"Nosso momento é agora, junte-se a nós nessa RED-Revolução! Está Feito!"
(Sabrina Alves)


Encontre a cidade mais próxima de você! Clique aqui!

Realização: www.cladosciclossagrados.com/
Apoio - RJ: http://espacomahayogini.blogspot.com/
Read More …

"No Brasil, as mulheres experimentam o envelhecimento como um período de perdas ainda maiores

NO BRASIL, o corpo é um capital. Certo padrão estético é visto como uma riqueza, desejada por pessoas de diferentes camadas sociais.
Muitos percebem a aparência como veículo de ascensão social e como capital no mercado de trabalho, de casamento e de sexo. Para aprofundar essa discussão, estou fazendo um estudo comparativo com mulheres brasileiras e alemãs na faixa de 50 a 60 anos.
Já nas primeiras entrevistas, constatei um abismo entre o poder objetivo que as brasileiras conquistaram e a miséria subjetiva que aparece em seus discursos.
Elas conquistaram realização profissional, independência econômica, maior escolaridade e liberdade sexual.
Mas se preocupam com excesso de peso, têm vergonha do corpo, medo da solidão.
As alemãs se revelam muito mais seguras tanto objetiva quanto subjetivamente.
Mais confortáveis com o envelhecimento, enfatizam a riqueza dessa fase em termos de realizações profissionais, intelectuais e afetivas.
A discrepância entre a realidade e a miséria discursiva das brasileiras mostra que aqui a velhice é um problema muito maior, o que explica o sacrifício que muitas fazem para parecer mais jovens.
A decadência do corpo, a falta de homem e a invisibilidade marcam o discurso das brasileiras. De diferentes maneiras, elas dizem: “Aqueles olhares e cantadas tão comuns sumiram. Ninguém mais me chama de gostosa. Sou uma mulher invisível”.
Curiosamente, as brasileiras que se mostram mais satisfeitas não são as mais magras ou bonitas. São aquelas que estão casadas há anos. Elas têm “capital marital”.
Em um mercado em que os homens disponíveis são escassos, principalmente na faixa etária pesquisada, as casadas se sentem poderosas por terem um “produto” raro e valorizado. Aqui, ter marido também é um capital.
No Brasil, onde corpo e marido são considerados capitais, o envelhecimento é experimentado como uma fase de perdas ainda maiores.
Já na cultura alemã, em que diferentes capitais têm mais valor, a velhice pode ser uma fase de realizações e de extrema liberdade.
Como ressaltou Simone de Beauvoir, “a última idade” pode ser uma liberação para as mulheres, que, “submetidas durante toda a vida ao marido e dedicadas aos filhos, podem, enfim preocupar-se consigo mesmas”.


MIRIAN GOLDENBERG, antropóloga e professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro, é autora de “Coroas: Corpo, Envelhecimento, Casamento e Infidelidade” (ed. Record) www.miriangoldenberg.com.br

Fonte: http://twitter.com/socioweb

Read More …

Vídeo do Monthy Python infelizmente mais atual do que nunca...
Uma triste realidade, hoje intensificada pela prática indiscriminada das cesarianas.

 
                         "A cesariana é uma técnica cirúrgica que consiste na extração do feto através de uma incisão nas paredes abdominal e uterina. Geralmente, é empregada em situações em que o bebê e/ou a mãe estejam em risco ou quando o trabalho de parto é contraindicado.

Porém, essa técnica passou a ser utilizada de maneira abusiva nas maternidades brasileiras, ocasionando aumento nos índices de morbi-mortalidade materna e perinatal.

Em função disto, o obstetra Marcos Augusto Dias, doutor em Saúde da Criança e da Mulher pelo Instituto Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz), buscou explicar, na pesquisa 

Cesariana: epidemia desnecessária?
quais os mecanismos que levam o obstetra a decidir pela indicação da cesariana.

Morte materna e complicações
Segundo Dias, apesar de antiga - relatos mostram que a primeira cesárea data de 1500 e foi feita por um açougueiro suíço em sua mulher -, a cesariana costumava ser um procedimento raro, comumente associado a altas taxas de mortalidade.
Entretanto, nos últimos anos, os índices de partos por cesárea no Brasil têm ultrapassado o limite recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), tornando-se foco de atenção devido ao aumento do número de mortes materna e fetal e às diversas complicações ocasionadas, que vão desde uma simples febre até uma enorme perda de sangue.
Atualmente, as taxas brasileiras de cesarianas são consideradas as maiores do mundo, e a cirurgia é vista de forma tão banalizada que chega a atingir 80% dos partos. No município do Rio de Janeiro, o número passou de 41,2%, em 1993, para 46,9% em 1996. "Nos dias de hoje, tanto o Brasil quanto o Rio de Janeiro apresentam taxas em torno de 50%", afirma o pesquisador.
A cesariana, além de gerar gastos financeiros desnecessários para as unidades de saúde, pode colocar em risco a saúde da mulher e do recém-nascido.

Conforto dos médicos
De acordo com Dias, as taxas de cesariana vêm aumentando em todo o mundo, mas, no Brasil, alcançam níveis impensáveis para os países desenvolvidos.
Ele explica que esse aumento está associado a diversos fatores, como o conforto do médico, que pode programar suas atividades sem comprometer sua renda e vida pessoal; deficiências na formação dos obstetras em relação à assistência ao parto normal; e a pouca valorização dos riscos maternos e neonatais durante e após a cirurgia.
Outro elemento determinante é que, culturalmente, a cesárea alcançou grande aceitação entre as mulheres brasileiras, especialmente nas classes socioeconômicas mais elevadas.

"Sofrimento" do parto
O surgimento das técnicas de antissepsia, anestesia, reposição sanguínea e o uso de medicamentos intravenosos e da antibioticoterapia contribuíram para diminuir as altas taxas de mortalidade, tornando a cesariana uma alternativa segura ao parto normal.
Porém, os recursos oriundos do avanço da medicina fizeram com que essa técnica passasse a ser adotada de forma indiscriminada em quase todos os hospitais. Dias explica que o número de cesáreas é muito maior nos estabelecimentos privados, onde, teoricamente, as mulheres possuem um nível de instrução maior.

"Isto faz surgir a hipótese, já levantada por muitos autores, de que a cesárea pode ter-se transformado em um bem de consumo para as classes mais altas da população. 

Na rede pública, um motivo para muitas mulheres optarem pela cesariana é não ter de passar pelo sofrimento do parto normal, já que histórias de maus tratos e violência são frequentes em maternidades de diversas unidades de saúde", ressalta o médico."


Leia mais aqui no www.aleitamento.com
Read More …

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...