.:: Êxtase da Deusa ::.

Memorial

* Navegue no interior do site pelas "palavras de toque" ou através do "Arquivo do blog".

"Ó Kālī, Kālī, Grande Kālī , Kalikā destruidora do demérito. Divindade doadora de Dharma , Artha Kama e Moksha , eu louvo o nome Nārāyanī."Mãe Kālī
por Jorge Farias

"Poucos personagens do extenso panteão indiano tem evocado respostas tão ambíguas e variadas quanto a figura da Mãe Kālī .

Para a imensa maioria , não familiarizada com a língua Sânscrita , Seu nome remete ao kaliyuga , a era na qual estamos vivendo . Entre aqueles habituados apenas à representações da Divindade em seu aspecto tranqüilo e pacificador , Sua figura ativamente protetora desperta sentimentos de surpresa e temor .

Na verdade a visão das representações da Mãe Kālī toca no fundo de nossos corações . Várias escrituras descrevem Suas formas , Sua iconografia é explicada em detalhes em textos como o KarpuradiStotram e o MahaNirvanaTantra ; Situada , em geral , no meio do campo crematório , Ela nos relembra da transitoriedade de todos os fenômenos e da inevitabilidade da morte . Seus longos cabelos emaranhados nos remetem às algemas da ilusão ( Maya ) , que faz com que acreditemos na realidade absoluta deste universo . Seus três olhos indicam seu conhecimento do presente , passado e futuro . Sua imensa língua esticada e Seus dentes afiados demonstram Sua capacidade de devorar inúmeros universos . Sua guirlanda formada por 50 ( cinqüenta ) cabeças decepadas representa as 50 ( cinqüenta ) letras do alfabeto Sânscrito , ou seja , todo o conhecimento que pode ser descrito através de palavras . Seu saiote de mãos humanas representa todas as ações que o homem pode realizar , por serem as mãos o principal veículo do Karma ; por exceção deste saiote , Ela apresenta-se nua , inalterada , original , coberta apenas pela aparência das ações humanas . Ela é representada sobre o Senhor Shiva , que permanece imóvel , demonstrando então o jogo (liilaa ) entre o aspecto estático ( na forma do Senhor Shiva ) e dinâmico ( na forma da Mãe Kaalii ) do universo . Com Seu braço superior direito Ela segura o facão sacrificial ( khadgam) ;Seu braço superior esquerdo segura uma cabeça ( mundam ) ; com Seu braço inferior direito Ela segura um tridente ( trishulam ) e Seu braço inferior esquerdo segura um pote com o fogo sacrificial ( Senhor Agni ) . Com um profundo significado simbólico Seus quatro braços demonstram os atos de uma alquimia universal que leva o homem à libertação (moksha ) .

Uma análise de Seu nome em Sânscrito mostra que este possui duas vogais longas ( "A" e "I" longos ) e não possui qualquer relação com o kaliyuga ( "A" breve e "I" breve ) .

Mãe Kālī é a Divindade primordial do tempo , existindo em todas as eras , apesar de mudar Seus nomes e vestimentas . Sua representação armada e em absoluto êxtase mostra Sua única e indissolúvel intenção ..... proteger Seus devotos em sua jornada pelos universos materiais até que alcancem a libertação .

Esta poderosa Mãe está sempre atenta e disposta à auxiliar aqueles que a buscam com sinceridade . Ela é a única Devi ( Deidade feminina ) que é chamada de " Mãe " por Seus devotos , devido ao Seu caráter protetor e tolerante .

Muitas escrituras foram dedicadas ao louvor à Mãe do universo ( Jagadambaa ) . Existem muitos hinos ( stotra ) Vaidikos , Pauranikos e Tantrikos ( respectivamente relacionados aos Vedas , Puranas e Tantras ) que elogiam a Sua excelência . Vários destes textos apontam diversos caminhos de realização para os vários tipos de alma encarnadas , para que possam realizar, em vida, o Dharma (equilíbrio com as leis do universo ) , Artha ( abundância material ) , Kama ( realização dos desejos ) e Moksha ( libertação final ) "


Fonte: Templo de Kali

Categories:

Leave a Reply

Deixe seu Recado ou Sugetões:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...